Segredos de namoro caras

Existem coisas que só o coração sabe, só o coração sente. Transmita todo esse sentimento através de belas palavras, cheias de romance e carinho! The email came from out of the blue a few months ago. It was from the wife of a man I had been secretly involved with. “How long did your affair with my husband last?” she demanded to know. “I’d like the date range of the years, please.” I always wondered what she knew, if anything. Why ... Manhã dos Segredos (ou Casa dos Segredos) - Mixórdia de Temáticas 09-11-12 (Rádio Comercial) Roleta das Anedotas. 11:50. Nuno descobre a porta secreta no jardim para a pista de um segredo - Casa dos Segredos 3 ... NAMORO NO PORTÃO PARAFERNALHA. Parafernalha. 3:18. VIDA DE BONECO PARAFERNALHA. Parafernalha. Tendência. Amber Heard. Daniela Mercury revela os segredos de seu namoro com Malu 18/09/2013 14h04 Ver descrição Em entrevista à TV CARAS, a cantora Daniela Mercury revela como é o dia a dia entre duas mulheres apaixonadas, trabalhadoras e que compartilham o signo de leão, que tem caráter forte. Preparação é o primeiro segredo importante de dicas encontro às cegas caras. Você precisa tomar a sua mente que você está indo ao desgaste e que o tema que deseja compartilhar na comunicação. Mesmo o planejamento para os grandes românticos de namoro lugares é necessário cego data bem sucedida para. Os segredos do casal Marcela Barrozo e Ricky Tavares. Os atores revelam como manter o amor após 5 anos e contam 'defeitinhos' um do outro. CARAS Publicado domingo 25 junho, 2017 Xuxa revela segredos de sua estreia na Record. Em Curaçao, ela relaxa da tensão e ansiedade e aposta no entretenimento e na interatividade. CARAS Digital Publicado terça 11 agosto, 2015 Dicas de namoro gay para iniciantes. Antes de entrar em minhas dicas, só quero dizer que é claro que a experiência de cada um será diferente. Essas dicas são apenas conselhos amorosos de meu coração para o seu. Espero que eles ajudem você a ter uma ótima vida amorosa. Armários são para roupas, não para relacionamentos De manhã, um silêncio inquietante. À tarde, um mal-entendido. À noite, um torpedo reconciliador e uma declaração de amor. Namoro é teste, é amostra, é ensaio, e por isso a dedicação é intensa, a sedução é ininterrupta, os minutos são contados, os meses são comemorados, a vontade de surpreender não cessa — e é a única ... 12 segredos de bastidores de 'Love is Blind' que Lauren e Cameron revelaram para a gente. ... as cabines de namoro poderiam durar até cinco horas por encontro. ... próprios e de terceiros, que o ...

Senta que lá vem história

2020.08.31 05:18 _powerguido_ Senta que lá vem história

Ficamos juntos por 5 anos. E não foram 5 anos fáceis - minha ex namorada teve problemas que eu não sabia como ajudar. Ela era literalmente stalkeada por um ex colega de classe que simplesmente se apaixonou por ela e passou mais de dois anos perseguindo ela no trabalho, no mestrado, na academia. Chegou a conspirar com colegas da faculdade pra saber onde ela estava, quem eram as pessoas próximas dela. Tentou rapta-la, mais de uma vez. Subornou familiares para ficarem do lado dele. Pra ela, ele era só um cara que não sabia expressar os sentimentos bem. Se ele parou? Não. Mas reduziu a agressividade consideravelmente e hoje em dia se limita à "só" mandar um buquê de rosas no aniversário dela.
O cara já estava tão enraizado na vida dela antes de eu aparecer, que eu simplesmente não consegui convencer nem mesmo a minha ex de que ele era um cara realmente transtornado. O terror que era esse cara na vida dela só serviu pra agravar ainda mais o caso grave de ansiedade que ela tem. Vocês sabem o que é ver uma crise de ansiedade pela primeira vez, sem nem entender o que estava acontecendo? Mas uma crise grave mesmo, de fazer a pessoa chorar por duas horas sem parar, de ficar arranhando o corpo todo com as unhas e viver com hematomas nos membros do corpo por causa disso. E isso começou a ficar constante... uma hora eram uns arranhados no rosto, depois nas pernas. Até o dia em que eu fui ver ela e os dois antebraços estavam quase em carne viva.
E o pior, é que eu quase nem me lembro mais dessa época. Foi muito intenso e me afetou negativamente por muito tempo. Eu conseguia entender que um babaca machista se via no direito de perseguir uma mulher só porque ela não queria namorar com ele - mas meu deus do céu, eu com certeza não conseguia entender como ela mesma não via o quanto ela precisava de uma ajuda profissional por causa da influência negativa desse cara na vida dela (e por vários outros motivos que não valem nem a pena serem citados). Ela me usava como substituto pra tudo que ela não tinha na vida dela - um pai, um irmão, um psicólogo, um amigo. E eu me deixei levar, porque era ingênuo. Porque era meu primeiro namoro. Porque eu achava que eu podia consertar isso. "Depois das primeiras sessões no psicólogo ela vai perceber que esta fazendo bem pra ela", eu dizia pra mim mesmo. Passamos em tantos psicólogos, psiquiatras, gurus. Fizemos academia juntos, eu praticamente morava com ela e não ficava mais com minha família. Eu achava que eu podia dar um jeito na vida daquela menina.
E sinceramente? Eu podia mesmo. Eu não acho que falei alguma coisa errada pra ela em todo o tempo que estávamos juntos. Mas ela nunca me ouvia. E se ela ouvisse, talvez ela tivesse passado por essas situações com mais facilidade, nosso relacionamento teria tomado outros rumos e nós ainda estaríamos juntos. Mas não estamos, e quem está perdendo com isso é ela, porque ela não me superou com certeza. Ela mesma me fala isso.
Eu não acho que eu era um namorado incrível e maravilhoso. Eu nunca tive um carro pra conseguir dar um rolê com ela. Com meu dinheiro mal dava pra gente ir no cinema uma vez por mês. Mas cara, eu me esforçava tanto, tanto mesmo. Lembro que eu um dos dias dos namorados eu quase varei a noite fazendo uma carta à mão de umas 10 páginas, tinha vários desenhos coloridos, poemas apaixonados e promessas de amor. Ela achou ok. Gostou mais do bicho de pelúcia que eu também dei, que custou 10 reais e que claramente não tinha nenhum valor sentimental pra mim. É muito difícil lidar com um cara que persegue sua namorada, mas acho que é mais difícil quando sua própria namorada não dá valor pra como você expressa seu amor por ela.
Mas você leitor deve estar pensando "Mas você disse isso pra ela?" E a resposta é sim. Eu sempre fui sincero com ela, se algo me chateava, eu dizia. Nada do que eu estou escrevendo aqui é algum segredo pra ela. E eu achava que ela ia trabalhar essas informações pra criar um relacionamento mais confortável pra mim e pra ela. Mas ela escolheu ignorar.
Mas o motivo de eu estar escrevendo tudo isso mesmo na verdade é outro. A gente terminou, mas foi razoavelmente tranquilo e decidimos continuar nos falando. Nós dois somos adultos, não é porque discordamos de alguns pontos que precisamos deixar de apreciar a companhia um do outro pra todo o sempre.
E é aqui que sou obrigado a voltar pro começo do nosso namoro. Porque apesar de termos iniciado o namoro cada um com mais de 30 anos, perdemos a virgindade juntos. Crescemos sexualmente juntos. Aprendemos tanto juntos! Eu mais ainda, visto que era meu primeiro namoro. E eu reclamei muito aqui da minha ex (e ela realmente tem os defeitos muito marcantes dela), mas eu também preciso admitir que ela em muitos momentos foi tão minha parceira, minha confidente, minha amada. Eu passei calado por todas as situações que eu já descrevi aqui e muitas outras tão ruins quanto porque, no fundo mesmo, pra mim estava valendo a pena. A gente tinha intimidade, apesar da dificuldade extrema dela de se abrir pra mim. Eu estava sacrificando meu bem estar mental e físico para sustentar o nosso relacionamento.
Tanto que só perto do final do nosso relacionamento que ela assumiu pra mim a atração por outras mulheres. Eu entendo ela, tem gente que não reage bem à isso. Eu tenho certeza que a família dela não reagiria nada bem. Entendo que era um segredo que ela queria deixar só pra ela, e que mesmo com toda a intimidade sexual que a gente tinha, ela também tem o direito de manter coisas só pra ela. É justo.
Só que eu não fiquei com raiva, nem com medo de ela querer me trocar por uma mulher, nem tive essa ideia fetichizada de transar com duas mulheres ao mesmo tempo. Eu sou um cara hétero, mas eu acho o amor lésbico de uma sensibilidade e de uma beleza inexplicável. Eu sempre me sinto mais seguro perto de mulheres, sempre me conecto mais com elas. Desde pequeno eu gosto da presença feminina. Então a ideia de duas mulheres partilhando um relacionamento, parece uma coisa quase mágica pra mim. E de novo, não é nada sexual nem fetichizado, eu realmente só acho muito bonito mesmo. Então qual foi minha reação quando descobri que minha ex tinha vontade de viver isso que eu acho tão incrível? Incentivei ela à correr atrás disso.
Mas é claro que ela, criada numa família extremamente católica, iria simplesmente sair atrás de uma guria do dia pra noite. Foram meses de conversa, de aceitação da parte dela também, de entender que ela não era uma aberração da natureza porque sentia atração pelo mesmo sexo (e também pelo sexo oposto). Nossos últimos meses juntos foram repletos de muitas conversas relacionadas ao mundo LGBT+ e afins. Acho que nós dois também já sabíamos que as coisas não estavam mais super bem entre nós, e que era questão de tempo até a gente se separar. Nosso relacionamento estava bem desgastado mesmo. É estranho porque a gente consegue ser extremamente forte pra parceira quando ela precisa ir correndo pro hospital, ou tem uma crise de pânico, ou não se sente segura na rua e precisa que você pare o seu dia para fazer companhia à ela - mas parece perder a motivação quando essas situações se normalizam e você percebe que talvez aquela pessoa simplesmente não tem a proatividade de te mandar uma mensagem perguntando "como foi seu dia", e de alguma forma sempre está online no whatspp. Sim, nosso relacionamento acabou. E foi bom ter acabado. Eu precisava desse término, muito mais do que eu precisava de uma namorada.
Mas também é muito bom saber que aquela pessoa por quem você passou anos cultivando um sentimento também está vivendo a vida dela. É bom saber que dá pra gente marcar um dia pra devolver as roupas dela que ficaram aqui em casa, sem drama, sem dor de cabeça. Ela foi muito madura no término, eu também. De certa forma nosso namoro acabou, mas continuou como uma amizade - bem menos intensa, bem menos problemática, bem mais fácil de lidar. Mas também sem as partes boas, sem aquela sensação de que se está ajudando a pessoa. Mas é muito mais do que milhares de pessoas separadas têm hoje em dia. Não posso reclamar, eu tenho muita sorte.
Eu só queria mesmo poder partilhar com ela a experiência da descoberta homoafetiva dela. O que não vai acontecer, já que ela já deixou claro que não é obrigada a revelar nada da vida pessoal dela agora que nosso relacionamento terminou - e ela tem total razão nisso. Eu sei disso, eu concordo com isso, e ao mesmo tempo eu acho que ela está sendo tão injusta por me negar esse fato.
Eu sei que não justifica, mas eu me dediquei tanto ao nosso antigo relacionamento juntos. Tive que entender que eu não estava mais sozinho no mundo, eu tinha alguém pra dividir o mundo comigo. Eu tive que aprender a baixar minha guarda, contar o que me dava medo, me expor totalmente à alguém, me desconstruir inteiro. E isso é muito difícil pra mim. Eu sei que ela não me deve nada, e eu sei que eu sou um idiota por me apegar tanto à esse motivo tão besta. Mas isso é realmente importante pra mim. Tem uma coisa dentro de mim que é ansiosa em saber se minha ex está se sentindo acolhida por uma outra mulher, se teve uma boa primeira experiência. De novo, eu sei que soa muito trivial, mas é uma verdade tão grande dentro do meu coração que me faz querer chorar quando lembro que isso nunca vai acontecer.
E não tem nada que eu possa fazer a não ser aceitar. E é exatamente isso que eu venho tentado fazer, pelos últimos 6 meses.
submitted by _powerguido_ to desabafos [link] [comments]


2020.08.16 16:06 rupiKing Devo contar para a minha namorada?

Como eu disse nos últimos fios eu venho me descobrindo como bi a anos, mas essa semana eu resolvi aceitar que eu sou bi e ponto.
Eu namoro a 3 anos com uma garota e eu amo muito ela. Minha dúvida é se devo contar pra ela. Ela é uma garota incrível e sensacional. Eu não teria problemas pra contar pra ela, ela inclusive tem muito amigos lgbt, então ela não teria preconceito.
O problema na verdade é que ela já me falou coisas que me deixou na dúvida se devo contar ou não. Alguns exemplos...
Ela disse que todos caras que ela se interessava no fim ela descobria que era gay, e isso a magoava pq a pessoa que ela gosta nunca seria hetero (até ela me conhecer). Vez ou outra quando vou contar algum segredo meu, e eu tô meio receoso de contar ela tenta tirar as palavras da minha boca de uma vez, e a primeira dedução dela é "você é gay?". Vez ou outra ela me pergunta se eu já senti atração em homens. (Na época eu dei migue pq não queria assumir sem ter certeza que eu era bi).
A questão é que ela não teria pre conceito, mas aparentemente ela tem medo de eu largar ela. Acho que quando a gente ainda não namorava ela deve ter reparado que eu olhava pra alguns meninos que passavam e já imagina que em algum momento eu iria dizer que sou gay e sumir.
Meu medo é contar que sou bi e ela ficar insegura achando que vou trocá-la, desgastando a nossa relação.
submitted by rupiKing to sexualidade [link] [comments]


2020.07.27 07:26 tacaleb maior mico do meu romance

la luba ,inscritos editores, gata e mães/ pais solteiros que estão haver
nossa que triste essa historia ....
tenho 16 anos e moro em são paulo ..
certo dia estava na escola e tipo sabe aqueles momentos que você unnh vou morre sozinho então ,vishkk
bora para historia
um certo dia cansado da escola cheguei em casa abri o portão , meus cachorros estava me esperando na porta de casa super comportados /tipo só quem tem labrador sabe, beleza . entrei em casa arrumei minha coisas abri liguei o celular e fui mexer, lembrei que estava sozinho em casa e já que sou um menino muito santo abri um app de namoro ( cujo nome é chat anonimo) que já usava fazia um ano só na zoeira . tudo bem papo vem papo vai niúngue que me chamou atenção, ate que fui em área e vi um boy de cabelo ate o pesco tipo Harry Styles kkkk não se compara . nossa eu me apaixonei ficava todo o santo dia conversando com ele, ja que ele era mais velho do que eu vivia em segredo calma era so (2 anos ) na verdade dia 31/07 e aniversario dele afins
cara eu tava realmente amei ele mais ele foi um cuzão cmg ahhhh ele sumiu por uma semana ai eu chorei e tal. ele me bloqueou e mando isso pra mim ( eu tava sendo o amante dele sem saber que ele ainda não tinha termindo com o namorado dele, ai depois que ele "terminou achei que estvamos junto
"eu sou parasita tóxico, e não quero te fazer sofrer mais. Não vou fazer ninguém nunca mais sofrer, eu queria me despedir por ligação, mas o choro iria me atrapalhar, você merece encontrar alguém que não te faça sofrer, alguém que possa te amar pessoal, alguém que queira estar vivo, talvez você comece a me odiar por isso, e talvez eu mereça.
Tchau doce criança
I love you too"
não apaguei isso ainda que tenho que mostra pra minha psicologa depois apago.
depois de ter chorado por uma semana inteira minha amiga da minha sala pediu o numero dele ai ela falou com ele e tals ,ai ele quis falar comigo pediu desculpa ai eu fui trouxa e voltei com ele tipo na minha visão vc vai entender
fui da minha escola ate a minha casa falando com ele a esqueci de falar ele morava em Goias se não me ingando em maria rosa sei la .
tava muito feliz que nos íamos nos casa no aniversario dele escondido dos meus pais homofóbicos que vão na igreja que fica perto do lugar que iamos nos casar kkk, to rindo chorando
tínhamos ate alguns planos de ir para o canada com ele
ate que tudo que estava bom se acaba né , beleza no inicio da quarentena a gente brigou mais foi tipo que ele furou quarentena para Brasilia , compra algumas coisa para o restaurante da mãe dele , ele me conto algumas coisas pesadas tmb ne ja que ele era meu psicologo eu era o dele ,ai um cero dia ele ficou o dia inteiro sem fala comigo .ai tava achando estranho
ai vi que ele tava online ai eu fiquei mando mensagem pra ele acada 1h para ver se me respondia tipo eu- oi vida tudo bem? 9:00
eu- bom dia amor da minha vida ?10:00
eu- to aqui me responde? 13:00
eu - amor como foi seu dia 18:00
s- oi.
s- o que vc quer ?
eu- atenção
ai ele foi escroto fiquei bravo desliguei o celular e foi viver a minha vida no dia seguinte ela tava um amor comigo ai falei que não tava bem ai me bloqueou no whatspp e todas as rede sociais, ok
ai fui pagar uma de a vingativa peguei o numero dele madei para um mlk ,que ele deve ta pegando agr , ok
ai esse mlk colocou ele no grupo que eu tava de nudes. ai ele ficou dando em cima desse menino esse menino falando que ele era meu namorado ai ele perguntou do nosso relacionamento ai ele falou que a gente nem namorava ai fiquei pistola liguei chorando para minha para minha amiga graça a universo to conseguindo supera ele . kkk.bjs<3<3
chama o t3ddy pra gravar mais vezes
submitted by tacaleb to nhaaa [link] [comments]


2020.07.14 03:26 Yellow__boi Ainda sonho com um webnamorado

Alguns anos atrás, específicamente 4 anos atrás, eu comecei um webnamoro bobinho com um cara
Ele era legal e tals, gentil fofo, enfim, a gente combinava muito e ele foi meu primeiro namorado
Eu, como fui um jovem bem... Problemático, naquela época acabei traindo o garoto, tivemos brigas e terminamos Até ai deveria ser normal, não?
Foi um webnamoro bobo, que durou poucos meses, com um cara que eu nunca tinha visto pessoalmente, no máximo em calls e tudo mais
O problema é que, diferente de outros webnamoros de depois daquilo, eu nunca superei aquele garoto
Primeiro, por que eu busquei por webnamoros, e não namoros pessoalmente? Anos atrás e até atualmente, eu tenho sérios problemas com ser antisocial e ter ansiedade, então eu nunca consegui me relacionar bem pessoalmente
Aquele garoto foi um dos meus primeiros amigos próximos, eu realmente amava ele, e eu trai ele
Ele descobriu justamente pelo meu amante, que ficou completamente surtado depois de eu dizer que não queria mais nada, ele mandou mensagem pro meu namorado e contou tudo
Eu lembro até das palavras dele naquela hora, quando ele descobriu "eu descobri a verdade pra você que não sabe... Você me dá nojo"
Ele me bloqueou, parou de falar comigo, provavelmente seguiu a vida e eu vivi o pior ano da minha vida depois daquilo, pior até do que tá sendo esse 2020
Meus problemas sociais pioraram, eu não conseguia ir pros lugares direito sem passar mal, eu sonhava com ele todos os dias, eu chorava por ele todos os dias, eu tentava mandar mensagem todos os dias
Sim, eu fui um trouxa e babaca, eu sei, e ele tava certo em me odiar, mas eu não conseguia sentir nada além de saudade e culpa
Pra vocês verem, eu não conseguia mais nem assistir minha animação preferida (o segredo além do jardim), porque foi ele que me apresentou e era o desenho preferido dele também
Se passou 6 meses, um dia ele me mandou mensagem
Ele disse que me perdoava, ele disse que sentiu minha falta, ele disse que queria ser meu amigo
Eu senti uma chama de esperança pela primeira vez naquele ano, nós nos falamos a tarde toda
No fim do dia, ele disse que iria tomar banho, depois disso nunca mais mandou mensagem e me bloqueou
Mais 6 meses depois, 1° de janeiro, ele me mandou mensagem de novo, disse que me perdoava de novo, disse que sentiu minha falta, que tava querendo falar comigo a um tempo mas não tinha coragem
Aliás, eu não tinha dito antes, mas os meus "webrelacionamentos" eram mantidos por RPG de mesa (sem mesa)
Nós conversamos, eu tinha um namorado na época, mas eu não conseguia não me entregar totalmente àquela minha paixão antiga que tanto me perturbava, terminei com meu namorado e, pra minha infelicidade, o garoto não quis ficar comigo
Ele dizia que me amava, que gostava de mim, jogávamos RPG juntos, mas ele não queria mais do que isso
Depois de um tempo, ele quis conhecer esse meu ex namorado, então com muita resistência eu fiz um grupo e apresentei os dois
Depois de alguns dias, menos de 1 semana, os dois já estavam juntos, dizendo que se amavam E eu fiquei pra fora
Então, o garoto propôs um "trisal", mas como regra eu não poderia me relacionar com o meu ex
E assim foi, como trouxa sequelado, eu aceitei aquilo quietinho e tentei aproveitar minha vida com ele
Passou um mês, o garoto surtou
Achou que eu tinha ficado com meu ex, deu uma bronca horrível nele (eu não sei se o garoto realmente tinha se apaixonado pelo meu ex, mas meu ex amava mt ele), ele ficou muito mal, e então o garoto foi embora, mais uma vez
Se passou muito tempo, eu esperei no ano novo pra ver se ele iria falar comigo de novo, e nada
Os sonhos com ele continuam, o choro, a dor e a saudade, mesmo passando tantos anos eu não consegui superar até hoje
Todos os meus relacionamentos depois dele foi com pessoas com quem eu, digamos, buscava parte dele, como a personalidade, o gosto, os sonhos, os hobbies, até mesmo a aparência
Atualmente eu tô namorando, mais um garoto que eu me atrai pela semelhança com ele
Eu não sei o que fazer pra esquecer aquele garoto, pra seguir minha vida por mim mesmo...
É isso
submitted by Yellow__boi to desabafos [link] [comments]


2020.07.11 20:37 darwinson-chan O dia que minha namorada me expulsou do armario

Olá lubixco, editores, papelões (ou restos deles...), possível convidado (q n deve existir pela quarentena), turma que está a ver ou ler e pspsps gatas (já que não olham mais pro luba, dêem atenção pra mim).
A história não é bem engraçada, mas talvez possa ajudar alguém ou até fazer algumas risadas... Espero que gostem!
"O dia que minha namorada me expulsou do armario sem querer"
Então para esclarecer, eu me descobri bissexual no 9 ano e comecei a namorar uma garota no médio. Nunca fui de pegar ninguém então acabou que ela foi minha primeira namorada e a unica pessoa que eu tinha beijado.
Eu e essa menina, que na época se chamava Isabele e é assim que a chamaremos aqui, tínhamos um relacionamento legal, assistiamos anime e, as vezes, íamos no shopping com algumas amigas (o que era mais uma desculpa que qualquer outra coisa, mas tudo bem). Mesmo assim ela ainda fazia algumas piadas sobre minha sexualidade, meio bifóbicas, tipo "bem que você podia ser 100% sapatao" ou "não precisa fingir ser meio hétero", enfim...
Quando tínhamos uns 2 meses de namoro, saimos em um rolê com umas amigas pro cinema. Estávamos sentadas na frente do Starbucks (ela com alguma bebida de lá e eu com a casquinha do Mc pq eu sou pão duro) enquanto as outras "compravam o ingresso" (provavelmente n queriam segurar vela ou estavam atras de algum boy).
Entao Isabele disse que tinha que conversar comigo. Ela tava meio estranha nas últimas semanas e eu já tremi na base, achando que tinha feito algo errado, que ela ia terminar comigo ou algo assim. Isso começou a me deixar meio nervosa (e eu tava meio instavel pela TPM).
Entao a Isabele falou algo tipo: "Eu nunca me senti bem comigo mesma sabe... nao me identifico muito com o meu genero..." então ela falou que estava questionando o próprio gênero (há algumas semanas ela confirmou isso). Eu falei que tudo bem, que ia gostar de qualquer jeito, que amaria elu independente do genero. Isabele disse que estava pensando também em mudar o nome e eu apoiei e taus (mas continuarei chamando elu por Isabele por pedido próprio para não expor).
Elu veio por trás para me dar um abraço, o que eu achei estranho pq como eu ainda não tinha "saido do armário" pra mt gente nao costumavamos ter essas demonstrações publicas e muitas pessoas achavam que éramos amigas. Dada a situação não me importei, NÃO É COMO SE ALGUÉM FOSSE ME RECONHECER. Então elu disse no meu ouvido...
Eu respondi que eu era bi, mas podia amar elu mesmo assim. Além disso, na minha cabeça, se eu fosse lésbica não poderia gostar delu, já que se identificaria com outro genero.
(Algumas pessoas consideram que bissexuais podem gostar apenas de dois gêneros e eu nao tinha certeza na epoca. Hoje já tenho mais certeza pois vi um vídeo de uma tiktoker que me representou( https://vm.tiktok.com/T6aeL). isso meio que me pressionava e me dava umas crises de identidade fodas. Mas tudo bem. )
Depois de uma breve discussão, que eu não lembro o q tínhamos falado, Isabele perguntou de novo, meio pra baixo meio irritade e falou que eu não podia ser bi se eu ainda gostasse delu. Eu, como a pessoa calma que sou, acabei gritando "não posso o car...valho!" E concluí "Pensei que te amar fosse o suficiente" e atraí um pouco de atenção, havia alguns grupos adolescentes próximos olhando (guarde essa informação, ela é bem importante).
Acho que elu ficou magoade com aquilo e eu me senti muito mal, mas qual o problema em eu ser bi? Além disso elu sempre soube que eu tenho muitos problemas quanto a isso e mesmo assim ao inves de ajudar com minhas crises fazia piada. Mesmo que não soubesse a real intenção, se Isabele estaria fazendo as piadas pra me acalmar ou talvez me fazer admitir ser lésbica. Enfim não sei
Anyway, eu não devia ter gritado, elu ficou brave e explodiu tb, dizendo que eu tinha preconceito com pansexuais por não me admitir ser. E do nada o assunto mudou "Aliás por que você não sai da porr* do armário, em cara***?! Não tem orgulho de sermos um casal? ".
Isabele queria muito que eu falasse pros meus pais, já tinha dito que se sentia mal em esconder isso. Os pais delu são de boa então ela contou pra elus e pediu pra manter segredo, mas eu não contei nem pra todos meus amigos. Elu queria muito se apresentar como meu namorade, mas eu sempre disse pra elu esperar e elu ficava chateadu.
Bem, até agora, Quem é o babaca? (Deixa nos coment com um * pra eu saber que está se referindo a esse momento)
Continuando: eu, que já sou chorona, naquele dia estava bem pior. Como eu sempre faço, sai correndo pro banheiro, bem clichê mas é.
Uns minutos depois a minha amiga, que vamos chamar de Ana, foi atrás de mim, me ligou. Eu tava trancada numa das cabines do banheiro, só atendi e falei que tava no banheiro e ela me achou por causa do tênis que eu tava usando, que tinha uma faixa de arco íris na sola (alias como ela viu o meu tênis sendo que eu tava na última cabine, nao sei. só espero que não seja do jeito que eu imagino).
Ela me acalmou e taus, naquele momento o que eu mais sentia não era ódio delu e sim de mim mesma, eu não tinha o porque de ter gritado, descontei nela os problemas das minhas próprias crises.
Enfim, o resto do role meio q miou né? Eu fui pra casa da Ana pq se meus pais me vissem com aquela cara iam perguntar. Eu tava digitando um textinho de desculpas quando ela me parou e mandou eu olhar o twitter no perfil de Isabele. Eu olhei e já notei de cara uma indireta: "Acho que fingir 'ser alguem que você nao é' é péssimo. Mas pior é mentir para os outros e continuar mentindo." Quem manda indireta no twitter? eu não uso muito, então não sei se é normal mas subiu o ódio de novo.
O dia não podia piorar né? Mas o problema é que a situação nao acabou aí.
Lembra que eu disse que tinham muitos adolescente lá? Então, acontece que esse shopping é perto do colégio onde eu estudo então geral vai la e entre eles estava uma aluna do colégio, vamos chama-la de Carls.
A Carls era da minha série e, como adolescente nao sabe cuidar da própria vida, não só contou pra umas amigas, como também filmou uma parte e postou no snap. Hoje me abomino por ter pintado metade do meu cabelo de vermelho pq provavelmente ela me reconheceu por isso. Sabe aquela garota que gosta de espalhar fofoca por aí e age como se não tivesse feito nada de errado? bem era a Calrs.
E como adolescente também adora uma fofoca ou jogar lenha na fogueira, de repente virou um rumor. Alguém tirou print e o negócio meio que espalhou. Lembro que naquele dia chegaram a colocar no stories do insta do colégio (o insta que é meio que um blog dos alunos do médio) uma enquete se nos shippavam ou não.
O twitter de Isabele era privado, o que talvez diminuiu o alcance, mas não o suficiente pra elu perceber o que estava acontecendo. O post foi suficiente pra confirmar que eramos nós brigando e tiraram print do post dela, então adiantou nada a conta ser privada. As pessoas das nossas séries perguntavam pra mim se era verdade, tratavam como se fosse um plot de uma série americana.
Enfim talvez esteja parecendo maior do que realmente foi mas, para dar uma ideia mais realista, boa parte do segundo do médio comentou sobre isso em algum momento (pq, por Isabele ser "diferente" e abertamente, as pessoas conheciam elu, a maioria inclusive apoiava) e alguns grupinhos de colegas que pelo menos me conheciam falaram comigo. Essa situação, por conta de alguns comentários no twitter (não muito gentis), chegou na coordenação, a orientadora foi legal, chamou a gente no fim da aula e disse que se houvesse qualquer preconceito podia falar com ela e taus. Isso tudo em uns 3 dias. A gente conversou com calma, eu ainda amava elu, mas não tinha muita certeza se deviamos voltar.
A situação chegou nos meus pais. Eu tive que explicar tudo pra eles. Não foi tão ruim, mas eu queria ter uma outra oportunidade ou sla. Fiquei de castigo por causa dos roles e por não contar, sem celular por uma semana.
Eu e elu tinhamos evitado nos falar na escola pra diminuir os boatos. Depois disso ainda não tínhamos nos perdoado totalmente, apenas evitamos. Eu fiquei com outras garotas e entao começou a quarentena (fazia pouco menos de meio ano desde todo esse role) e com isso as paranoias: Eu nunca cheguei a ficar com nenhum garoto, muito menos a namorar. Nao sei se sou pan, bi ou lésbica, até pq eu me meti numa situação em que meu companheiro se descobriu agenero no meio do relacionamento. Talvez eu seja lésbica e causei esse furdúncio pra nada?? Acho que essa situação colocou ainda mais pressão infelizmente e, sei lá, as coisas são confusas as vezes.
Semana passada Isabele me chamou no whats, conversamos e nos perdoamos devidamente e ainda sinto um sentimento por elu. Ai meu Deeeeus eu vou morrer sozinhaaa.
Enfim, espero que tenham gostado (foi mal pelo textao). Todos os que estão passando por essas crises de sexualidade, genero ou whatever, durante a quarentena, fiquem fortes, posso não ser a melhor pra dar apoio, mas tudo vai ficar bem. Desculpa pela historia longa
Beijos, =30
submitted by darwinson-chan to TurmaFeira [link] [comments]


2020.07.09 10:07 RoninRonin21 Gosto do meu melhor amigo ..

Primeiramente boa noite, esse é o primeiro post que faço no reddit, só tô fazendo porque eu não tenho a mínima coragem de falar pra NINGUÉM. Atualmente, Eu tô no terceiro ano do ensino médio.
No primeiro ano do ensino médio eu acabei conseguindo um melhor amigo muito legal, e que me tratava bem pra Caralho (mas ele era hetero), e então eu escondi que gostava dele durante quase dois anos, pois ele foi o primeiro cara que eu senti atração, e isso pra mim era algo totalmente anormal. Um dia, já no segundo ano, pelo Whatsapp, eu contei pra ele que estava gostando de um garoto, e ele reagiu bem demais, e mandou até áudio dizendo que isso era super normal e que ele queria mt saber quem era. Pois então eu não contei obviamente kkkk.
Depois de uns meses, eu descobri que ele teve um namoro e contou pra um amigo nosso, mas não contou pra mim que era seu melhor amigo. Eu me senti muito chateado, e de certa forma traído porque normalmente contávamos tudo um pro outro, até segredos traumáticos. Depois disso, eu comecei a perceber que ele tava meio que se afastando de mim, e eu falei isso pra ele em um tom totalmente normal, o que fez eu me surpreender com a resposta dele. Eu sei que isso pode parecer doentio, mas ele veio me oferecer um pacto de sangue pra contarmos tudo do nosso dia a dia um pro outro, até coisas fúteis. Eu aceitei.
Mais ou menos umas 2 semanas depois, eu comecei a remoer o fato de que eu gostava dele, e que ele era hetero. Então eu mandei mensagem pra ele cedo dizendo que precisava falar com ele sobre algo sério. Por mensagem de Whatsapp eu disse que gostava dele, mas que não queria mais ter contato com ele porque a amizade dele me fazia mal e que isso não tinha nada a ver com o fato de eu gostar dele (óbvio q tinha). Ele respondeu seco com um "tá certo", então eu bloqueei ele, apaguei o número, e bloqueei em todas as redes sociais pra não olhar mais nenhuma foto dele ou coisa assim, e tô nisso até hoje. Não sei se sou bi, porque ele foi o único cara que eu senti atração, e essa dúvida me persegue.
Eu sinto que isso fez muito bem pra mim, mas mesmo assim eu precisava desabafar com alguém. Desculpa fazer um texto tão grande pra falar que eu gostava de um hetero kkkkk, mas obrigado se leu até aqui. =)
submitted by RoninRonin21 to desabafos [link] [comments]


2020.06.26 07:05 Pedro12Neto A história de como eu fui trouxa e iludido 3 vezes em um ano só (Repost)

Olá Luba, editores, Gatas, Papelões, Possível convidado e Turma que está a ler, hoje vou contar a história de quando eu fui um trouxa de verdade.
Contexto: eu havia me mudado para uma nova cidade, saindo de minha cidade natal, e tive que me acostumar com a cidade grande, fui matriculado na escola de referência na cidade, já que tinha ganhado uma bolsa de estudos.
Detalhe importante, na época eu tinha 13, e estava começando a explorar melhor minha sexualidade (Gay), o que fez com que eu tivesse muita vergonha de ser eu mesmo e dificuldade em conhecer novas pessoas, porém tive sorte e entrei num grupo de amizades já no primeiro dia.
Agora para a história
Dentro de tal grupo, tinha um menino que chamaremos de Tock, ele era charmoso, estudioso, extrovertido e parecia gente boa, porém sempre estranhei como as pessoas não gostavam dele e muitas vezes o ignoravam.
Eu como o interessado que sou, me dediquei a conhecê-lo melhor, acabou que nos tornamos bons amigos, dividimos interesses como desenho e música, e muitas vezes ele era legal.
Pois é Luba, eu acabei me apaixonando pelo cafajeste, e dei um jeito de dizer pra ele sobre isso, ele me disse que sentia o mesmo e a partir daí tudo piorou, os outros me avisavam sobre ele e sua personalidade tóxica, e como eu devia sair dessa, mas o amor é cego e eu também era, e ignorei tudo que diziam
Até metade do ano ele fazia várias merdas, eu sempre corria atrás e flertava, porém ele sempre me ignorava, evitava ou até mesmo me silenciava, eu confiava meus segredos a ele, e ele contava para a classe inteira e rua da minha cara, depois se humilhava para eu o perdoar, e eu sempre perdoava, também devo lembrar que ele é falso e completamente "Maria vai com as outras", pq sempre que alguém falava sobre por exemplo, Bissexualidade, ele dizia que era Bi e dava encima das meninas, quando alguém falava de Gay, ele era gay, quando falavam de demissexualidade, ele dizia que era Demi e dizia que não gostava de mim, ele era o que os outros diziam que ele era, nunca ele mesmo
Ele sempre recusou meus pedidos de namoro, as vezes me batia ou me assediava, mas quando eu fazia o mesmo os professores ficavam sabendo e me castigavam, ele já me iludiu três vezes antes de eu decidir esquecer ele, porém um dia ficou pior, ele começou a me tratar que nem bosta, fingir que eu não existia, e até me ignorar, até que eu comecei a ignorar ele
Quando eu comecei a ignora-lo ele me deu uma carta dizendo que tentou se suicidar, e pediu para voltarmos a conversar, eu não fiquei quieto, e chamei ajuda de professores e de uma amiga, mas sempre que nós tentávamos ajudar ele saía correndo, dizia pros professores que era mentira, mas um dia chamaram os pais dele, e eles disseram que Tock nunca havia tentado se suicidar, aquilo foi o suficiente, eu passei a ignora-lo para sempre, e até hoje ele fica se humilhando
Agora que sou mais saudável e me aceito melhor em relação a minha sexualidade, eu comecei a ajudar algumas meninas que estavam fazendo queixa de serem assediadas por ele (pois é, esqueci de avisar que ele assediava as meninas da escola, e a coordenação nunca fez nada), posso ser babaca em ter botado ele no meio da côrte, mas ele fez tudo de ruim comigo, agora é minha vez
Enfim Luba e Turma, essa é minha história esperem que tenham gostado =30
submitted by Pedro12Neto to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.23 23:58 fekahmaguire5 SOU BABACA POR ME VINGAR DE UMA TRAIÇÃO?

Oi luba e todos que estão a ver,eu tenho uma história pra te contar,eu sei que vc ja tem várias histórias do cornagem no seu canal,mas eu acredito que essa pode ser diferente. Enfim,A história começa ano passado. Eu estava no terceiro ano do E.M e tinha uma namorada (pensa numa garota ciumenta,agora soma 15 e multiplica por 10,ai vc chega a 1/3 do que ela era.A gente estudava na mesma escola,mas de turmas diferentes e éramos aquele casalzinho que todo mundo admira. Aki na minha cidade tem um show no qual o público são adolescentes,e a minha namorada me chamou pra ir junto com ela,pq ela sabia que eu amava o cantor que ia colar lá,que no caso seria o Orochi.Eu falei que não ia pra Tai (a minha namorada) e eu achei que ela ia ficar triste por isso,mas ela implorou pra eu deixar ela ir sozinha no evento.No início eu falei que não,pq eu tava com medo dela me cornar,mas no fim eu acabei deixando ela ir,só que eu não sou burro,eu sabia que tinha um amigo meu que ia nessa mesma festa pra “vigiar” ela.Resumindo tudo,ela acabou me cornando e e meu amigo filmou a cena. Na hora que eu mostrei o vídeo ela começou a implorar pelo meu perdão,e eu acertei e vc ja vai ver o porquê.Eu estava voltando pra casa e estava abalado com tudo isso,ja que ela contou pra todo mundo e geral ficou me zuando de corno,e no meio do caminho eu parei em frente a casa de uma amiga minha que eu vou chamar de Lau,eu chamei ela pra conversar sobre o que tinha acontecido.E no meio da conversa ela pediu pra eu parar de falar sobre esse assunto porque magoava um pouco ela,(Meus amigos sempre falavam que ela tinha uma quedinha por mim,mas eu nunca levei fé,Até pq eu já tinha perguntado pra ela e ela disse que n sentia nada por mim). Voltando:Ela falou que doía ouvir o menino que ela gostava (no caso eu) falando da menina que ele gostava.Nesse tempo eu vi uma oportunidade perfeita de me vingar da Tai,e quando ela falou isso eu roubei um beijo dela,e enquanto a gente se beijava eu estava FILMANDO TUDO.Sim,eu usei a minha amiga brabamente,e disso eu me arrependo um pouco.Depois disso eu fui para casa e so lembrei do vídeo de novo a noite,e lembra do meu amigo que filmou a minha namorada me traindo,eu pedi ajuda dele de novo.Eu mandei o vídeo pra ele,e pedi pra gente ter uma conversa fake sobre isso. A conversa era basicamente ele me dando uma lição de moral, falando que como foi a décima vez que eu já tinha cornado a Tai ele ia contar pra ela,e eu falando pra ele não fazer isso e talz.E nisso eu pedi pra ele print da conversa, tomando cuidado pra não mostrar a data das mensagens e mandar o print + o vídeo pra minha namorada, falando que não aguenta mais esconder esse segredo e que eu e ela deveriam se resolver.E deu certo,no outro dia ela e as amigas dela me cercaram no pátio com a Tai chorando falando que eu era um idiota por ter feito tudo isso e ter cornado ela 10 vezes.Eu como estava me divertindo,resolvi botar pilha na conversa falando que não foram só dez vezes com uma cara de orochinho,digo,deboche.Naquele momento ela estava sentindo o que eu senti na hora,ou não, talvez eu tenha exagerado um pouco na vingança. Continuando,ela me perguntou quantas vezes foram,e eu respondi que parei de contar na décima segunda vez.Nesse momento tava todo mundo olhando e me achando um tremendo fdp,e foi ai que deu merda:Eu falei que pelo visto nosso namoro havia terminado e sai.E foi todo mundo consolar ela e eu fiquei pensando: “pq quando o garoto é corno ele é zuado mas quando a garota é corna ela é consolada?" Depois de uns dez minutos,a diretora do colégio me chamou.Pelo visto todo mundo era x9 e me dedaram pra ela.Eu fui de boassa pra diretoria quando eu vejo os pais da Tai la. No momento em que eu entrei o Pai dela quase voou em mim pra me dar um soco, só que os seguranças do colégio o seguraram. Resumindo a história,eu ganhei uma suspensão por ter “humilhado ela na frente de todo mundo" e ela não ganhou nada sendo que tudo isso não teria acontecido se ela não me traisse com outro alguém ou pelo menos não contasse pra geral.E também todos me acham um babaca, inclusive quem sabia que a história é fake.enfim,eu fui babaca?
submitted by fekahmaguire5 to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.12 03:05 guizao_56 Sou babaca por tentar me afastar da minha amiga e espalhar um segredo dela?

Oi,luba,papelões mortos,gatos,editor,possível convidado e turma que está a ver,meu nome é Guilherme e hj vim mostrar minha história de eu sou o babaca? Ano passado eu era muito "amigo" de uma que se chamava Karls com K que estudava na minha sala ela sempre tirava notas boas,mas nesse ano NÃO (só pra dizer ela repetiu)mas eu continuei andando com ela ela começou a reprimir os outros e inclusive a mim,só que ela tinha um crush em mim (em 2018 ela me pediu em namoro só que eu disse não) e ela vivia dizendo q não gostava mais de mim só que estava óbvio na cara dela,uma vez quando o prof faltou e escondeu minha mochila pq eu falei pra ela ficar com as amigas dela pq ela NÃO DESGRUDAVA DE MIM e até antes da quarentena ela não entendia que eu não queria mais andar com ela(até meus amigos começaram a se afastar de mim pq a Karls com K é bem chata) só que um amigo meu viu ela colocando a mochila e me devolveu e a lixo humano ficou brava e quis me bater com a mochila e eu sem querer toquei na cara dela com os meus DEDOS e ela saiu gritando q eu dei um FUCKING TAPA na cara dela e ela quis me bater mais ainda e aquele amigo me defendeu( eu sou muito mais forte que ela só qu eu não bati pra não ficar ouvindo sermão de todo mundo) e ela me batia várias vezes; No meio pro fim do ano passado ela contou pra uma menina que eu gostava dela(eu realmente gostava dela) e depois disso TODO MUNDO ficou sabendo que eu gostava da menina por causa da lixo humano, e depois disso a menina começou a me observar todos os dias e eu contei pra várias pessoas q ela teve um sonho erótico com um amigo meu e ela teve mesmo (A mãe da Karls com K tem depressão e o pai bate nela[na lixo] e obriga ela a fazer tarefas de casa)Sou o babaca por espalhar o segredo dela e tentar me afastar dela? E EU era mó legal com ela em 2018
View Poll
submitted by guizao_56 to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.12 02:55 guizao_56 Sou babaca por tentar me afastar da minha amiga e espalhar o segredo que ela teve

Oi,luba,papelões mortos,gatos,editor,possível convidado e turma que está a ver,meu nome é Guilherme e hj vim mostrar minha história de eu sou o babaca? Ano passado eu era muito "amigo" de uma que se chamava Karls com K que estudava na minha sala ela sempre tirava notas boas,mas nesse ano NÃO (só pra dizer ela repetiu)mas eu continuei andando com ela ela começou a reprimir os outros e inclusive a mim,só que ela tinha um crush em mim (em 2018 ela me pediu em namoro só que eu disse não) e ela vivia dizendo q não gostava mais de mim só que estava óbvio na cara dela,uma vez quando o prof faltou e escondeu minha mochila pq eu falei pra ela ficar com as amigas dela pq ela NÃO DESGRUDAVA DE MIM e até antes da quarentena ela não entendia que eu não queria mais andar com ela(até meus amigos começaram a se afastar de mim pq a Karls com K é bem chata) só que um amigo meu viu ela colocando a mochila e me devolveu e a lixo humano ficou brava e quis me bater com a mochila e eu sem querer toquei na cara dela com os meus DEDOS e ela saiu gritando q eu dei um FUCKING TAPA na cara dela e ela quis me bater mais ainda e aquele amigo me defendeu( eu sou muito mais forte que ela só qu eu não bati pra não ficar ouvindo sermão de todo mundo) e ela me batia várias vezes; No meio pro fim do ano passado ela contou pra uma menina que eu gostava dela(eu realmente gostava dela) e depois disso TODO MUNDO ficou sabendo que eu gostava da menina por causa da lixo humano, e depois disso a menina começou a me observar todos os dias e eu contei pra várias pessoas q ela teve um sonho erótico com um amigo meu e ela teve mesmo (A mãe da Karls com K tem depressão e o pai bate nela[na lixo] e obriga ela a fazer tarefas de casa)Sou o babaca por espalhar o segredo dela e tentar me afastar dela? E EU era mó legal com ela em 2018
View Poll
submitted by guizao_56 to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.06 10:13 caneca_show Fui chifrado e expus um segredo do meu web amigo

Oie Lubixco, editores, animais, plantas e turma que está a ver
Hoje vim contar uma história que estava querendo contar a muuuito tempo, porém só hoje tomei coragem de assumir meu talvez erro
(Sou de uma cidadezinha pequena interior de São Paulo, então sotaque caipira é bem vindo)
Tudo começou quando eu entrei para um grupo de RP (RolePlay) e conheci uma menina que por algum motivo me conhecendo por 10 minutos no máximo começou a me chamar de fofo e que alguns dias depois me pediu em namoro
Eu tinha 11 anos então não hesitei em aceitar, nunca tinha visto a cara dela, mas nada de ruim poderia acontecer, certo?
Alguns meses depois por alguns motivos um amigo meu (único do grupo que eu conhecia em pessoa, meu grande amigo até hoje) foi adicionado ao grupo. De começo foram legais e bem respeitosos com ele, mas depois de um tempo começaram a humilhar ele sem motivo, como chegaram a fazer uma edição (ou mais, não tenho certeza) ofensiva sobre ele
Eu como não gostei de como estavam tratando meu amigo fiquei puto e fui tirar satisfação, mas acabei começando a ser tratado como ele após isso. Comecei a dizer a eles que sairia do grupo, que esses últimos tempos eles estavam babacas e tudo mais. E então eu saí do grupo junto com meu amigo, portanto, porém, por toda via, me chamaram para voltar e tentar conversar e resolver as coisas, eu acabei me resolvendo por um tempo até que minha webnamorada veio me questionar:
-Ei, por que você está xingando o carls, farls, tarls e todo mundo?
-Eles me xingaram primeiro ;-;

Com isso, segundo meus webamigos ela ficou "depressiva" e não saia mais do quarto dela, eu tentei conversar com ela, até mandei declarações, algo que eu nunca tinha feito por timidez, mas ela não parecia mais querem papo comigo
Um tempo depois me chegou a informação que ela havia dormido no mesmo colchão que um amigo dela, eu achei que era mentira como muitas outras coisas que eles diziam pra me humilhar, mas quando eu descobri que ela e este amigo estavam namorando, foi a gota d'água
Eu nem sequer recebi uma confirmação de término, foi literalmente do nada, eu na hora me senti triste, mas depois eu "estourei"
O jeito que eu era tratado e mais essa de eu ser webcorno me quebraram, eu comecei a ser bem babaca com eles e xingá-los bastante pelas costas com meu amigo (que não foi chamado de volta ao grupo), até o momento aonde postei prints de um segredo do meu web amigo (dono do grupo) no status do zap (era algo bem bobinho, era algo como ele ter brigado com um amigo por causa de uma menina que ele gostava ou algo assim), ele havia sido bem babaca comigo, mas eu não me aguentei, algumas pessoas me xingaram porque isso não é legal, mas eu apenas bloquei e ignorei
Ele muito puto veio falar comigo e discutimos, ele me excluiu do grupo e assim acabou
Cheguei a conversar com ele mais algumas vezes, mas nada muito haver com o assuntoCaso ele esteja vendo ou alguém desse tal grupo, quero dizer que não guardo mágoas e estou de bem com todos ;)
Mas afinal, Eu fui o babaca por expor meu amigo?
Beijos Lubixco amo seu canal e vídeos, sempre me animam ≥3
submitted by caneca_show to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.06 05:06 Discoffe Barraco, confusão e gritaria!

Olá luba, editores, gatinhas fofas, possível convidado e turma que está a ver. Esta é minha história, longa, triste e muito frustante do fim de uma amizade que era, na época, a melhor amizade que eu tinha. Eu conheci essa minha amiga no colégio, éramos tão bests que fizemos tatuagens juntas, vivemos muitas coisas juntas e inclusive ela me ajudou qndo eu estive em um relacionamento abusivo, ela podia odiar o cara mas estava lá do meu lado me apoiando. Até que esse relacionamento acabou (isso é uma história para outra turma feira), fiquei mto triste e talz, mas com a ajuda dela e de outras coisas fui superando, até que cheguei na fase de tacar o foda-se e sair curtindo a minha vida. Tinha conhecido um grupo novo de amigos que jogavam rpg, que eu sempre gostei, e em sua maioria eram homens mas eu não ligava para isso e não tinha intenções com nenhum deles, até que tudo mudou qndo eu conheci um carinha, e meio que fiquei afim de pegar, mas como eu tenho dedo podre mesmo, saí com ele e mais dois amigos (uma boyzinha que não era a minha best e uma poc do meu coração) e ele ficou com a menina na minha frente (kkk trouxa), enquanto eles ficavam o meu amigo disse que ia ao banheiro e ele foi junto. Ok, o carinha me levou em casa e disse que queria ficar cmg, eu disse não pq ele tinha me sacaneado e ficado com a menina na minha frente e ele pediu desculpas e jogou as palas (gíria pernambucana para: conversa mole). No dia seguinte, meu amigo poc manda a mensagem falando que qndo eles estavam no banheiro o cara fez secso oral nele (kkkkk muito trouxa mesmo). Desanimada e sem entender nada fui falar com ele, e ele me confidenciou que era Bisexual, e eu " ata ok, tb sou, te entendo". Ficamos mais amigos e tdo mais até que esse carinha chega pra mim e fala " vc quer namorar cmg? Minha mãe precisa achar q eu sou hetero" E eu " q? Como assim? Pq vc não arranja uma namorada já q vc é bi?" E ele " nossa, mas vc é minha amiga, podemos tentar pelo menos? Vc fica com qm vc quiser, eu fico com quem eu quero, se rolar algo entre nós ok se não der mais certo a gente termina e fica só amigos, para minha mãe parar de me enxer o saco" Oq vcs acham que eu fiz? Disse que sim, lógico, não tava fazendo nada mesmo. Mas antes eu tivesse negado pq aí que começou a desgraça... eu apresentei esse carinha para minha best como meu namorado, e como ele tinha pedido segredo sobre ser bi, eu n contei para ela que era um namoro fake, e eles se adoraram! Viraram amigos e saiam juntos e tudo mais, estava tdo indo bem até eu conhecer uma pessoa do mesmo grupo de amigos que eu me interessei mas como estava em um "relacionamento" e era do mesmo grupo de amigos que o carinha, eu passei a visão para minha best que ficou com ele duas vezes e não deram certo, ficaram amigos tb. Okay, depois de um mês deles dois terem parado de ficar e eu e ele ficarmos mais amigos e talz, eu me deparei estando apaixonada, conversei com ele e disse que não ficaria com ele sem antes falar com o carinha que eu estava e resolver a situação. Foi oq eu fiz, marquei com o carinha para conversamos sobre isso e como eu sabia que ele estava ficando com outros, eu achei que estava tdo certo! Até que contei e ele deu escândalo dizendo que me amava e talz e eu fiquei com a maior cara de (WHAT?Como assim vc me ama? E o nosso acordo??) Eu fiquei com pena, mas oq eu podia fazer? Terminei e fui ser feliz né gente? Aí chega minha ex-best me dando sermão pq eu ia deixar um cara legal como ele para ficar com um ex ficante dela, eu perguntei para ela se ela sentia algo por ele pq se sentisse eu não ficaria com ele de jeito nenhum, ela disse que não mas que o carinha era melhor que ele e que eu deveria ficar com o carinha. Então eu falei a verdade para ela, que o carinha e eu tínhamos um namoro fake, disse tudo, e ela não acreditou em mim, então eu mostrei para ela os prints dele com meu amigo poc e ela ficou sem falar nada. Depois ela manda msg pra mim dizendo que ele estava mto mal pelo término e descubro que ele estava espalhando pra todo mundo que eu era uma p*** sem coração e tinha traído ele, todo mundo ficou me chamando de vagabunda, e ela sabia a verdade e não me defendeu. Pois bem, eu levei meu amgo poc para uma reunião do grupo em que o carinha e ela estariam, cheguei lá como a própria Paola Bracho, chega pude ouvir a música tocar (tan dan dan dan) O carinha qndo viu meu amigo, ficou branco! E minha ex best tentou acalma-lo. Cheguei falando " Nera tu que tava falando mal de mim? Fala na frente de tdo mundo e do Carls agora!" Ele ficou sem responder, e todo mundo ficou em silêncio. Chega minha ex-best e fala " Pra quê isso? Pq tu trouxe o carls aqui? Deixa de ser exagerada" E eu " exagerada oq? Ele combina uma coisa comigo e depois espalha pra todo mundo que eu sou rapariga? Vamos ver quem foi a raparigada da história" Carls que adora confusão disse a ele pra falar a verdade pra tdo mundo ou ele ia mostrar os prints e contar da relação dos dois. Então ele me pediu desculpas e disse pra tdo mundo que ele tinha me traído com outra garota ( que era na verdade o Carls e alguns outros boyzinhos) e por isso eu tinha terminado com ele. Fomos embora e minha ex best veio me dar lição de moral por ter me defendido daquele fdp que estava me difamando pra tdo mundo, mandei ela tomar no cú e se ela gostava tanto dele era para ELA namorar ele e não eu, pq não sou obrigada a ficar com quem ela acha que é melhor para mim, resultado nos afastamos por causa do carinha. Eles são amigos até hj e eu estou sem dinheiro para fazer outra tatuagem em cima da que fiz com ela.
PS. O único lado bom nessa história é que eu e o cara por quem me apaixonei estamos juntos até hoje. 💖
submitted by Discoffe to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.06 03:17 MrBlue2040 UMA PAIXAO COMPLICADA

Opa eae Luba e turma
me chamo Blue prazer este e minha primeira vez no reddit entao n sei como funciona
primeiramente sou muuuito seu fa ksks e la vamos com a historia

bom tudo comecou com eu indo pra um evento da igreja pra ficar com uma menina (sei que to errado) so que acabou n dando certo pq ela tava namorando entao acabei por ficar com a irma dela (to parecendo mo galinha ne ksks) entao dps do dia que ficamos eu e essa garota (vamos chamar ela de ROSA) começamos a conversa todo santo dia (E SERIO) eu tava amando falar com ela sabe conhecer mais ela (AH ela tmb namora mais e aberto, e essa foi minha primeira vez ficando com alguem que namora) so que eu ja n tava criando tanta experança por ela namorar mais acabei que por meses falando com ela contando segredos e ouvindo acabei por me apaixonar entao fui direto e perguntei se ela tava sentindo algo tmb e ela disse que sim que realmente tava pensando em ter algo cmg (AAAAH o namorado dela e um famoso NICE GUY - exemplo no dia de aniv de namoro deles ele n queria nem olhar na cara dela por ela n querer dar pra ele) entao eu e ela resolvemos esperar ate um dia pra esperar a reposta dela se ela iria querer eu ou ele (so que era mt chato, ela sempre ia pra casa dele sempre falava dele) tanto que eu acabei falando que ia desistir mais dentro de min eu n tinha desistido eu ja chorei por issso ksks e dps disso ela decidiu continuar com ele por eu ter desistido mais continuamos na amzd so que dps ela continuou mandar video dela com ele e tipo parecia proposital man e era chato pra carai eu chamei ela de burra por sofrer com ele ele n da valor que ela merece e ai tivemos uma briga pq ela falou que so contava oq ele fazia com ele e n oq ela fazia com ele e falou que ela fazia a mesma coisa e dps disso resolvemos nos distanciar e recentemente voltamos a nos falar e sabe eu sou virgem e nois tava marcando sabe mais dps me botei no lugar do nice guy manooo fiquei mo na bad pq eu n sabia se fazia isso ou n entao paramos de nos falar dnv
agora a pergunta MAXIMA
eu fiz certo?
OBG POR LER BJUUUS
submitted by MrBlue2040 to TurmaFeira [link] [comments]


2020.04.07 19:54 rafabrit0 DESCOBRI A TRAIÇÃO?

Então, há mais ou menos um ano e meu namoro terminou(minha ex terminou) e desde então eu tinha ficado de boa, sem me preocupar muito com o termino, até porque depois do término o encanto acabou total(isso por conta de coisas sem sentido que ela falou para justificar o termino).
Mas depois de quase 6 meses que já estávamos separados ela começou a me procurar, ela sempre achava uma forma de conversar cmg. E chegou em um ponto que ela disse que gostaria de "jogar a merda no ventilador", OK, além de ela falar coisas bem da intimidade(que eu não precisava saber kkk) ela CONFESSOU QUE TINHA DADO PRA O NAMORADO DA AMIGA DELA, SIM! ELA CONFESSOU PARA O EX DELA QUE TINHA PEGADO O NAMORADO DA AMIGA DELA(a amiga dela é maravilhosa, sério). AÍ me vem aquela dúvida: Eu deveria ter contado isso para a amiga dela?(tenho dó dela pq vejo q ela gosta mt do cara, mas o cara é um babaca) Isso já faz muito tempo e não adianta mais contar, mas me julguem aí. FUI O BABACA? OU FUI LEGAL COM A EX POR MANTER SEGREDO MESMO NÃO TENDO NEM AMIZADE MAIS COM ELA?
submitted by rafabrit0 to desabafos [link] [comments]


2020.03.25 05:10 masamifuckingdied tô com medo do meu namoro acabar, like se chorou, se prefere o diabo só olha

eu e meu namorado nos conhecemos randomly na escola ano passado, por volta de abril. nós começamos uma amizade meio tímida que rolava mais por mensagem do que pessoalmente, até que uma hora engatou do nada e nós dois viramos melhores amigos. era call a tarde toda, os dois desabafando sobre segredos confidenciais e problemas psicológicos que jamais tiveram coragem de contar pra outras pessoas, já até madrugamos juntos em meio de semana, mesmo com aula no dia seguinte. e nessa amizade foi crescendo um sentimento puro, ambos obviamente gostavam MUITO um do outro, e assim foi crescendo cada dia mais. uma hora ambos confessaram seus sentimentos. era uma história bem dramática e bonitinha porque ele tem alguns transtornos psicológicos que impediam ele de sentir afeto de verdade por pessoas e eu consegui "romper" isso, ele foi o primeiro cara que eu gostei na vida e essas gayzices todas. nisso começamos a namorar após meses de enrolação fingindo sermos só amigos. até aí tava tudo mágico. nunca estive tão feliz na minha vida, nós éramos tão próximos e ao mesmo tempo as coisas entre a gente eram tão inocentes que todo mundo nos elogiava como casal.
mas lá pelo 3-4 mês começou a """"desandar""" um pouco (digo entre aspas porque, de acordo com ele, o que anda rolando é normal e eu não devo me preocupar sobre). nós começamos com pequenos desentendimentos, coisa boba que tem em todo relacionamento. mas foi aí também que a minha maldita insegurança começou a gritar dentro de mim de uma forma não saudável.
eu literalmente sempre fui insegura demais, desde pequena, em todas as minhas amizades eu achava que ia ser trocada e chorava toda semana por isso. e como meu namoro se tornou a coisa mais importante atualmente pra mim, meu medo quadruplicou.
TODA VEZ que ele interage com amigos ou pessoas random (principalmente garotas) eu fico me massacrando dizendo a mim mesma que ele tá se divertindo mais, que são todos mais engraçados, inteligentes e bons pra ele do que eu. é torturante.
isso sem falar de que, de uns 3 meses pra cá (estamos completando 8 meses juntos) nós ficamos meio sem assunto. as calls que duravam 12 horas agora duram umas 2 ou 3 com uns silêncios estranhos, não ficamos mais acordados até tarde conversando, ele voltou a jogar muito no computador (coisa que ele sempre fez, mas a frequência aumentou muito e até mesmo quando eu passo alguns dias na casa dele é assim) e por conta dos meus desabafos sobre insegurança e o destino do nosso namoro, eu sinto um cansaço óbvio nas expressões dele cada vez que eu pergunto se ele tá feliz comigo.
ele é um anjo, o cara mais inteligente, sábio, engraçado, carinhoso e virtuoso que eu já vi nesses meus 17 anos. eu sei que ele me ama porque ele deixa isso claro sempre (da maneira dele, porque ele nunca soube se expressar bem com palavras) e eu confio nele demais, mas tô com medo de a gente ter se perdido e estar se afastando até que chegue um ponto onde não vai mais ser legal conviver e nem amizade vai sobrar. só tenho ele e não sei se aguentaria essa perda, e honestamente nem ele.
:D
submitted by masamifuckingdied to desabafos [link] [comments]


2019.10.25 18:58 sugcam Depressão, problemas, solidão

Terminei um namoro há alguns meses, com uma garota que mora em um estado bem distante. Brigamos e nos bloqueamos, eu digo com convicção que não gosto dela. Porém, ontem ví ela aqui na cidade em que moro, por ocasião de vestibular, nunca senti dor maior, não sei bem o porquê. Minha depressão se acentuou muito e estou deprimido profundamente nesses últimos dias. Sinto que não fui nada pra ela, sinto que não tenho amigos que me suportem, sinto que não há saída para o que eu sinto. Antes eu achava que a depressão era apenas uma tristeza constante, além de um elixir artístico, pois, escrevia poemas e me fechava em livros para cura-la. Mas descobri que não é isso, é um inferno, completamente sem saída. Já tive pensamentos suicidas antes, mas agora não saem da minha cabeça. Se Deus existe, ele terá que implorar pelo meu perdão pelo que eu estou sentindo dentro de mim( baseado numa frase judaica, créditos pra ele)
Sou um cara bonito, relativamente alto, com iniciativa. Tenho alguns problemas internos, mas, quem não tem? Diversas garotas já se sentiram atraídas por mim e vice-versa, mas agora não sinto vontade de fazer absolutamente nada com ninguém.
Ver a minha ex com um amigo que me traiu foi uma das maiores dores que já senti(detalhe: ela me contou um segredo extremamente íntimo dele) . Ademais, sinto que ninguém está disposto a me ajudar, apenas um amigo que passou por algo parecido, um pouco mais leve. Todos parecem tratar o meu estado de alma como " frescura"; eu entendo o lado deles, sempre fui aquele cara rígido de cara fechada que nunca chorou, mas não é o caso agora.
Não sou santo, fiz muita merda naquele namoro, fiz muita mal à minha ex. Fiz muito bem também, mas parece que aquele é o único lembrado, pois pelo visto sou um monstro pra ela.
Meu pai teve muitos problemas com álcool, alcólatra mesmo, por isso, nunca tive curiosidade de beber para me divertir em festas, etc. Todavia, comecei a beber ontem e me fez um bem absurdo, não pensava em nada e consegui até dar umas risadas. Tenho medo de me viciar no álcool, embora saiba que é a única coisa que me alivia o sofrimento.
Eu queria alguém pra conversar, sabe? Aquela pessoa que tenta te entender, aquela pessoa que você quer entender. Queria só ter uma pessoa para ouvir o que eu sinto e me dizer, no mínimo, um " vai melhorar". Não tenho isso.
Perdoem-me se houver erros de português, não estou na posição de ficar revisando um texto. Foi só um desabafo mesmo, me desejem sorte, rezem por mim, vou tentar me recuperar(como sempre fiz) e espero poder voltar aqui para dar meu testemunho de vitória. Abraços, fiquem com Deus.
submitted by sugcam to desabafos [link] [comments]


2019.09.15 19:11 YareYareDaze007 Minha "breve" história amorosa

Essa História que será aqui contada, nesse livro, é a jornada de um garoto chamado Giovane, um garoto quieto, de poucos amigos, porém muito estudioso, sempre tirava boas notas na escola. E é exatamente lá que nossa história começa.
No ano de 2017, nosso protagonista está sentado tranquilamente em sua mesa, na sala de aula, quando repentinamente ao olhar de relance para a porta, ele percebe alguém entrando, mais especificamente uma garota, uma linda garota, que instantaneamente desperta o encanto de Giovane. Vale lembrar que naquela época, ele era um garoto de 13 anos, sem nenhuma preocupação além de vídeo-games e estudos, mas tudo aquilo estava prestes a mudar. Naquele momento, ele havia descoberto o amor, que muitas vezes pode ser comparado à uma benção ou maldição. Ao ver a garota de nome desconhecido entrar, Giovane logo ficou surpreso com tamanha beleza, porém no momento não fez muita coisa. Apenas voltou aos estudos e tentou não pensar muito naquilo, porém era quase impossível, a cada conta que fazia, a cada texto que lia, a imagem da garota continuava a aparecer em sua cabeça. O que era muito ruim, considerando o fato de Giovane sempre dar muita importância aos estudos, aquilo estava o atrapalhando. Mas logo o nome da garota foi revelado: Sabrina. Giovane ouvira a professora dizer esse nome na chamada e viu a garota responder.
Não demorou muito para ele se dar conta do que havia acontecido. Ele sabia que estava sob o efeito da droga mais poderosa que existe: O Amor. E para o amor não existe cura, apenas o tempo, que foi justamente o que decidiu fazer: dar um tempo e ver o que acontecia. Giovane Não tinha ideia de como os eventos se desenrolariam dali em diante, não sabia o quanto sofreria pensando nela.
Passado algum tempo, cerca de 3 meses, e o amor de Giovane por Sabrina continuava aumentando, como uma fogueira que é atiçada pelo vento. No entanto, uma dúvida ainda pairava sobre sua cabeça: O sentimento era recíproco? Sabrina via Giovane com outros olhos? Ele não sabia, e isso estava o enlouquecendo.
Um mês depois do acontecimento anterior, ele havia pensado em uma maneira de acabar com suas dúvidas, era o único modo que nosso protagonista havia pensado: Falar à Sabrina sobre seus sentimentos. Porém, Giovane era um garoto extremamente tímido, o que deixava essa hipótese quase impossível. Ele tinha medo de contar o que sentia e não ser correspondido, ou ainda pior, ser ridicularizado pelas pessoas ao redor da escola. Chega o fim do ano e Giovane não havia conseguido se declarar. "Meu Deus, mas e se ela não estiver aqui o ano que vem? " Pensava.
2018, início do ano. E para sua surpresa, ele estava na mesma sala que Sabrina. Seria o destino dando uma segunda chance a ele? Talvez. E como dito anteriormente, seu amor não diminuía, apenas crescia dia após dia. Nosso protagonista tem 14 anos agora, muito mais maduro, certo? Errado! Ele continuava com uma ideologia de " deixar o rio fluir ", ou seja, não fazer nada e deixar que o destino cuidasse do resto. Claramente essa tática não deu certo. Porém, Giovane possuía um amigo chamado Marcos, cujo qual se dava muito bem com as mulheres. E fui justamente a ele que Giovane foi pedir ajuda. E acontece que Marcos era realmente bom no que fazia, e milagrosamente conseguiu fazer Sabrina se aproximar consideravelmente de nosso protagonista, que estava pensando sobre a vida e as decisões que havia tomado e aparentemente não interagindo com Sabrina, o que fez Marcos aparecer e talvez ter causado o maior arrependimento da vida de Giovane. Ou não? Marcos chegou conversando com ambos e acabou deliberadamente por falar que Giovane estava apaixonado por Sabrina, o que deixou nosso protagonista completamente paralisado, como se tivesse visto um fantasma, sem nada para dizer, como se tivesse visto a morte cara-a-cara. E Sabrina pareceu incrédula do fato, tanto que até se levantou da cadeira na qual estava sentada e estava se dirigindo a seu lugar, quando Marcos a parou e tentou argumentar com ela, mas nada parecia dar certo. Enquanto isso, nosso protagonista continua sentado imóvel na mesma posição que havia começado a conversa. Passados cerca de 3 minutos, Sabrina chega à mesa de Giovane e pergunta:-O que aconteceu?
-Nada. Diz Giovane
-Você está com cara de bravo. Foi alguma coisa que eu fiz?
-Não, não foi nada.
E Sabrina sai daquela mesa e volta para a dela.
A partir daquele dia, Giovane se tornou outra pessoa, alguém completamente novo. Ao invés do garoto alegre e piadista de sempre, ele havia se tornado alguém quase depressivo, não falava quase nada, passava horas parado pensando na vida, não fazia mais tantas piadas. Até o dia 10 de agosto de 2018, quando ele decide que não vale mais a pena sofrer tanto por conta de falta de coragem. Na escola, durante a aula de geografia a lição era fazer um mapa-múndi e foi o que nosso protagonista fez, porém Marcos tinha um plano para ambos ganharem nota apenas com o esforço de Giovane, que aceitou ajudar já que poderia precisar de algum favor de Marcos algum dia. E foi um plano, absurdamente bem bolado, executado com maestria e finalizado com êxito.
Na noite daquele mesmo dia, Giovane decide cobrar a ajuda que ofereceu à marcos. Mandou uma mensagem para ele e combinou que iriam executar um plano para que nosso guerreiro Giovane tivesse a coragem de se declarar à belíssima donzela Sabrina. Marcos a convenceria a segui-lo e passaria por um local combinado, onde Giovane apareceria e abriria seu coração para ela, acabando de uma vez por todas com isso, do jeito bom, que Giovane sairia com uma namorada e se livraria de sua tristeza ou do modo ruim, que era o que Giovane achava mais provável, onde ele seria completamente rejeitado e jogado à depressão para sempre, porém esquecendo de Sabrina. Nada poderia impedir esse plano de funcionar.
Exceto uma coisa: O esquecimento de Marcos que não conseguiu atrair Sabrina até o local combinado, o que fez com que Giovane saísse vagando pela escola envolto em seus pensamentos, e andando sem parar, para praticar pelo menos de alguma maneira, algum exercício, contudo ao fazer a volta na escola várias e várias vezes, no caminho Giovane se deparava com Sabrina andando com uma amiga e seu namorado, e durante algumas dessas vezes ele pôde ouvir claramente a amiga de Sabrina dizer: " quem quer catar a Sabrina? " Duas vezes na mesma hora em que ele estava passando e ainda ouviu mais uma última vez: " Ela está se doando ". Giovane estava começando a ligar os pontos, tudo começava a fazer sentido em sua cabeça. A vontade dele era alterar o curso de sua caminhada e abrir seu coração a ela, porém se fizesse isso, ele estaria desperdiçando um favor de Marcos, então Giovane Simplesmente continuou sua jornada de volta à sala de aula. Ele estava prestes a descobrir o significado de tudo que aconteceu.
No final daquele dia, Giovane decidiu perguntar à marcos se ele havia se esquecido. E de fato ele havia, no entanto se ofereceu para fazer o mesmo plano no dia seguinte. Giovane concordou.
Terça-feira, 14 de agosto de 2018, nosso protagonista vai para a escola apreensivo pensando em como vai ser, no que ele vai dizer..., mas durante a aula de história, nosso herói percebe que Sabrina estava muito impressionada com o professor novo. Estaria ela realmente afim do professor? Ou seria apenas uma brincadeira? Ele não sabia e isso o deixava apreensivo. Na próxima aula, a de matemática, a professora havia mudado Sabrina de lugar. E coincidentemente, o lugar que ela foi designada era bem perto do lugar de Giovane. Seria esse o destino colaborando mais uma vez para que tudo desse certo em sua vida?
No recreio, tudo estava combinado com Marcos. Só lhe restava sair da sala e seguir com o plano. Acontece que um amigo de nosso protagonista, conhecido pelo codinome Sem Mão, decidiu segui-lo e ver o que aconteceria e como acabaria. Giovane conta o plano à Sem Mão, que fica impressionado e diz que aquele plano era como fazer roleta russa com 5 balas. No entanto, Marcos demorou muito para fazer o plano e quando fez, não fez corretamente: Ele simplesmente disse para Sabrina que Giovane gostaria de conversar separadamente com ela, enquanto nosso protagonista apenas passava por ela e ia direto ao banheiro, pois estava muito tenso. Acaba o intervalo e Giovane se dirige à sala de aula. Na última aula, logo em seguida da de educação física, todos voltam para a sala e se preparam para a aula de matemática e provavelmente a coisa mais inesperada desse livro acontece: Ele pensando na vida como sempre, consegue ouvir Sabrina e Vinícius, um outro colega de sala, discutirem sobre voltar ao lugar anterior deles, e de repente ouve ela dizer que aquele lugar era bom porque ela conseguia ter uma boa vista de uma coisa. Instantaneamente nosso protagonista percebeu que essa "coisa" era nada mais nada menos que ele mesmo, até porque em certo momento dessa conversa ele pôde perceber Vinícius responder: Do G? Que foi logo respondido com uma resposta de Sabrina: Por que você não grita logo de uma vez?! Seguido disso, Vinícius em tom de brincadeira, aumenta levemente sua voz e repete a frase anterior. A teoria das cinco balas de Sem Mão acabara de ser refutada, pois com essas informações, suas chances aumentaram consideravelmente, deixando a arma com apenas uma bala. Estava muito claro para Giovane que Sabrina aparentemente gostava dele, mas não queria que isso fosse exposto. Passado certo tempo da aula, mais uma vez Sabrina diz que é um bom lugar e que ela consegue observar muito bem essa "coisa" e foi respondia por Vinícius: Mas do seu lugar anterior, você também consegue ver. E logo veio a resposta: Sim, mas daqui eu consigo ver mais de perto, logo esse lugar é melhor. Ele sabia que, ou se tratava dele ou de algum de seus amigos que sentavam perto, e estava bem convencido de que se tratava dele. Nesse momento, Giovane estava pulando de alegria por dentro, mas por fora só se via sua expressão mais comum: a de indiferença. Ninguém simplesmente olhando, poderia saber a felicidade que residia dentro de Giovane naquele instante. Ele foi para casa se sentindo renovado e feliz, só não voltou saltitando por motivos de masculinidade. O que aconteceria depois?
No dia seguinte, Giovane não foi para a escola. Ele havia ido ao médico, e como o sistema de saúde do Brasil não é dos melhores, não conseguiu voltar a tempo de ir para a escola. Ainda nesse dia, pela primeira vez ele decide tirar seu bigode e por incrível que pareça, se achou mais bonito e se sentiu deveras confiante em sua jornada. Por volta das 18 horas, conversa por mensagens com seu amigo Sem Mão e lhe conta sobre o que havia descoberto ouvindo aquela conversa, e para desanimar um pouco nosso herói, Sem Mão diz que o "G" mencionado na conversa, poderia ser de Gustavo, outro aluno da mesma sala, mas Giovane prefere acreditar que ela se referia a ele. Logo em seguida, começa a conversar com Marcos, que também fica ciente da situação e diz:
- Ela está brincando com você, cara...
- Não, estou tão confiante que apostaria cinco reais que ela não está brincando!
- Cinco reais? Apostado então! Mas para você ganhar, ela tem de deixar explícito que aceita você. Assim como para eu ganhar, ela deve deixar explícito que rejeita você.
- Claro.
Giovane não possuía cinco reais, nem sabia onde conseguir, mas estava confiante.
16 de agosto de 2018, nosso protagonista aparece na escola e diferentemente do último dia, não parecia tão tenso, parecia até mesmo confiante do que iria fazer. Logo Marcos apareceu:
- Está fechada a aposta de hoje?
- Com certeza!
- Você sabe que vai perder, né?
- Certamente que não, estou tão confiante que nem trouxe o dinheiro, como sinal de que sei que não vou falhar! – Cada frase que nosso protagonista falava, era dita com convicção.
- Se está tão confiante assim, suba a aposta para dez reais!
Giovane pensou por alguns segundos. Ele não tinha esse dinheiro em mãos, mas para mostrar confiança à Marcos e a si mesmo, subiu a aposta.
- Feito!
No instante que disse isso, o sorriso malicioso que habitava o rosto de Marcos fora substituído por uma expressão de espanto. Não podia acreditar que nosso herói estava tão confiante. Porém, durante toda essa conversa na aula, Marcos decide contar à professora de ciências sobre a aposta, e para a surpresa de ambos, ela havia achado uma aposta interessante.
15:30, havia chegado a hora do intervalo, a hora da verdade. Quando pôs o pé para fora da sala de aula, soube que duas coisas importantíssimas estavam em jogo: Seu futuro amoroso e dez reais, que podem não parecer muito, mas na época que o país estava... Ele achava que seria fácil, mas estava muito enganado, pois quando estava fazendo o reconhecimento do melhor lugar para a abordagem, pôde sentir sua perna fraquejar. Depois de dar algumas voltas na escola e consequentemente acabar encontrando com Sabrina no caminho, ele havia achado que estava pronto e quando foi procurar seu alvo em movimento, não o encontrou, no entanto, logo descobriu que ela estava sentada, com sua amiga já mencionada anteriormente. Não havia mais escapatória, teria de se declarar na próxima volta e podia sentir seu coração bater cada vez mais forte ao se aproximar do local. Infelizmente, ao chegar e estar preparado, se depara com mais 4 garotas conversando com Sabrina e sua amiga, o que fez nosso herói alterar o curso e ao invés de parar, acabou seguindo sua trajetória comum. Faria na próxima volta, não importava o que acontecesse, porém, ao chegar novamente e ver que só estavam ela e sua amiga sentadas, não conseguiu. Era como se uma força desconhecida o impedisse.
Bate o sinal para todos voltarem para suas salas de aula e nosso protagonista entra e percebe que teria uma aula vaga, e logo seu lamento em não ter conseguido se declarar, se tornou em forças para tentar agora que não haviam tantas pessoas lá fora. E mais uma vez não conseguiu, até que Sem Mão propõe um desafio: reproduzir um desenho de seu amigo Raul, um cara vidrado em desenhar, e Giovane aceita, pois ficar andando e se lamentando não era a melhor atividade. Chegando onde Raul estava, Sem Mão explica o desafio, porém, por algum motivo Raul pega uma folha e corta em duas, dando uma parte para Sem Mão e outra a si mesmo. Giovane não se importa. Na verdade, parecia não se importar com mais nada depois de ter fracassado em conversar com uma garota. Sem Mão reproduz um desenho de um homem com terno roxo e gravata que Raul havia feito. A única diferença, no entanto, foi que sua reprodução ficou parecendo o cruzamento de um desenho de uma criança sem talento com um feto malformado em um pote com formol. Após isso, aparentemente Sem Mão ficou tão entediado quanto nosso protagonista e decidiu voltar a andar, quando de repente veem Marcos e o namorado da amiga de Sabrina tentando tirar a namorada de Marcos e a amiga de Sabrina de um banco no qual estavam todas sentadas. Giovane pensou que poderia ser Marcos querendo ajudá-lo a conseguir, mas qual seria sua motivação além de perder dinheiro? E eles conseguiram tirar as garotas do banco, deixando Sabrina sozinha, que decidiu levantar e começar a andar, mas nosso herói não pensou em abordá-la, simplesmente não tinha a coragem para isso. E acontece que ele era um cara muito corajoso quando se tratavam de brigas e tudo mais (até enfrentou um bando de garotos que estavam o incomodando uma vez), mas quando se tratava de garotas, ele não sabia o que fazer. Depois disso voltou para a sala a tempo de acompanhar as duas últimas aulas de geografia. Contudo, no final da última aula, Marcos veio conversar com nosso herói:
- E aí cara, cadê meus dez reais?
- Eu não falei com ela, logo não tomei um fora, o que significa que eu ainda fico com meu dinheiro.
- Porra, cara. Qual a dificuldade? É só chegar lá e falar " eu estou afim de você, vamos ficar juntos? " E acabou.
- Se fosse tão fácil assim, eu já teria feito há um ano e oito meses atrás...
- Mas é fácil!
- Não para mim. Me falta coragem.
Então Marcos decide tomar uma abordagem mais agressiva.
- Olha lá a bunda dela como é grande! Você não quer ter isso?
Giovane continuava dizendo que não tinha coragem.
- Olha lá, o cara foi dar tchau para ela e passou a mão na bunda dela! E ela ainda deu risada! Você vai deixar o cara fazer isso com sua futura esposa?
O sangue de Giovane fervia, como se ele mesmo fosse explodir a qualquer momento, mas ele era um cara calmo e conseguiu se manter normalmente apenas dizendo " calma e tranquilidade " a si mesmo enquanto Marcos dizia:
- Se amanhã você não conseguir, você vai ter de dizer para todo mundo que você é um merda e eu sou superior!
- Okay, já me considero um merda normalmente...
Mas aquela conversa lhe deu forças para o que ele faria no dia seguinte.
Dia 17 de agosto de 2018, nosso herói está prestes a sair de casa, enquanto seu pai assistia tevê, e de relance, pôde ver a notícia mais bizarra que já havia visto em toda a sua vida: " Homem-Aranha do crime " que aparentemente era um ladrão que escalava prédios tão bem que recebeu esse nome.
Chegando na escola, pronto para fazer um trabalho de artes, acaba descobrindo que haveria outra aula vaga, já que sua professora tinha faltado, o que o deixou feliz e enraivecido. Quando já havia saído da sala e estava andando pela escola, começa a falar com Sem Mão desse livro que está sendo escrito agora mesmo.
- Vai ter muita coisa nesse livro!
- Essa conversa também?
- Provavelmente, já que eu vou colocar qualquer coisa que pareça insignificante o suficiente no lugar de alguma informação que seria crucial, ou seja, essa conversa vai direto para ele.
- Bem, isso não seria meio que...
- Um Inseption muito foda!
- Eu ia dizer quebra da quarta parede, mas Inseption também está valendo.
- Não é bem uma quebra da quarta parede. Eu só estaria fazendo isso se eu dissesse: " Ei, você aí que está lendo esse livro, como é que você está? "
- É, realmente...
Ao andar, se deparava algumas vezes com Sabrina andando com Marcos e outra pessoa não apresentada anteriormente: Kauã. Em algum momento, Marcos tentou parar Giovane o empurrando e lembrando que ele tinha de concluir sua tarefa naquele dia, ou então seria um fracassado.
- Você tem até hoje para conseguir.
- Veja bem, meu amigo, até a meia-noite ainda é hoje.
E essa foi uma sacada bem esperta, tenho que admitir. Enfim, nosso protagonista continuou andando um pouco até que...
- Giovane! Chega aqui! – Disse Marcos aos berros sentado em um local perto de uma árvore.
- Porra... – Disse Giovane.
E foi andando até chegar a ele.
- Que foi, cara? – Perguntou em tom de desânimo.
Eu preciso que você tire uma foto.
" Uma foto? " Pensou Giovane, achando que poderia ter um esquema armado por Marcos.
- Ok, vamos lá!
E foram caminhando em direção à uma outra parte da escola. Quando chegaram, nosso herói se pôs em posição e segurando o celular de Marcos, estava pronto para fotografar. Enquanto olhava para a tela do celular, podia ver Sabrina e sua beleza, ao mesmo tempo que pensava " Caralho, eu sou um merda meu irmão! " E tirou a foto. No entanto, o que não sabia, é que quando já ia se retirando do local, Marcos o chamou e disse:
- Não, cara. A gente só quer que pegue essa parte da parede.
- Ah, ok.
E novamente estava em posição observando Sabrina pela câmera, e logo tirou outra foto. E dessa vez, conseguiu voltar à sua rota sem ser chamado mais uma vez. Andava e andava, sem rumo, sem destino, sem coragem, quando com sua super audição pôde ouvir Sabrina discutindo com Marcos, atrás dele.
Ouvindo isso, ela decide desafiar Marcos para uma briga, e ele logo se acovarda. Como Giovane, ele não tinha coragem. Quanta hipocrisia, não é mesmo, caro leitor? No entanto, ele logo teve uma ideia.
- Vai lá e usa essa raiva no Giovane!
E Giovane continuava andando na frente apenas ouvindo essa conversa, quando foi chamado.
- Giovane! Chega aqui!
E lá ele foi conversar com ele.
- O que foi dessa vez?
- A Sabrina quer te dar um soco.
Mas ela não queria.
- Não, eu não vou! – Disse ela.
- Por que não? – Perguntou Marcos
- Porque eu estou com raiva de você, não dele!
Mas depois dessa breve conversa, Giovane notou um olhar de Sabrina dirigido ao nosso herói. Sabrina realmente teria olhado para ele da forma que imaginava? Ou só estava ficando louco? Descobriria tudo isso em breve...
Dia 18 de agosto de 2018, sábado, por volta das 22:30 da noite Giovane é contatado por Marcos com uma mensagem:
- E aí, cara?
- Opa.
- Tudo beleza, cara?
- Tudo de boa.
- Então, cara... eu acho que você perdeu a aposta.
- Não, pois a aposta não tinha prazo. A única coisa que tinha prazo era eu dizer que sou um merda e a sexta já passou, então você foi enganado...
- Aí é que está, meu amigo quem está se enganando é você mesmo. O único que está sofrendo por amor é você.
- Sim, mas ainda assim, a cada dia minha coragem vai aumentando...
- Não se iluda meu pobre amigo. Esse seu coração não merece sofrer!
- Eu estou apenas contando os fatos.
- Não ame aquela garota, ela não merece você.
- Se fosse tão fácil assim... E você não vai me fazer desistir, porque sou brasileiro e brasileiro não desiste nunca!
- Entendo, apenas não quero que sofra por algo que não tem futuro.
- Eu já sofri para caralho, eu tentar isso não vai aumentar a dor que eu sinto por não estar ao lado dela.
- Você realmente quer isso, não quer?
- Sim, porra!
- Para que você possa ver que eu não estou mentindo. Eu nunca disse isso para você, porém... eu realmente não tenho nada para fazer.
- Etcha porra!
- Sim, essa foi a única palavra que você nunca me ouviu dizer.
- E qual seria? – Perguntou Giovane apenas para ver Marcos admitindo que estava tão perdido quanto ele.
- Eu não sei o que fazer.
- Ca ra lhou.
- Por conta dela, não tem muito o que fazer.
- Isso mostra que é um caso absurdamente difícil.
- Sim, porém não impossível.
- Até porque nada é impossível, exceto o Palmeiras ganhar um Mundial. Isso é impossível.
- Kkk verdade. Como eu já vi que você não vai desistir da Sabrina...
- Certamente que não.
- Eu vou pelo menos tentar ajudar.
- Que bondoso.
- Porém, como nada na vida é perfeito, eu vou usar minhas técnicas...
- Caralho. Tenho trauma dessas técnicas.
- Pode apostar! Até porque, eu aprimorei elas...
- Acho bom mesmo, kkk
- Porém não foi para um lado bom! Foi para um lado mais extremo.
- Puta merda.
- Eu já pensei no que vou fazer. Funciona muito em filmes e novelas.
- Diga-me.
- Vou trancar vocês dois, em algum lugar sozinho.
- Caralho. – Giovane já sabia que aquele plano não iria funcionar, porém decidiu ouvir até o fim.
- Vai ser perfeito. Você vai ver, aí é por sua conta. Na verdade, a parte mais difícil sempre vai ser para você.
- Eu estou com um certo medo do que pode acontecer.
- Ela pode falar tudo que sente por você, ou ela pode ficar de fato com você.
- Ou pode não acontecer nada.
Depois de um tempo de conversa Marcos se convenceu de que seu plano não era dos melhores. Até que disse:
- Eu te ajudo e você me ajuda. Eu te ensino o que sei, e você o que sabe...
- O que exatamente você precisa?
- Eu quero saber como você pensa tanto e quero saber como você é tão concentrado, etc....
- Caralho, sério?
- Sim.
- Ok, aqui vai. Não tem segredo: Você só tem que pensar que sua vida dependesse daquilo. Mas, o lance de ser pensativo, acho que é porque eu não tenho muito o que fazer, apenas pensar.
- Ótimo!
- Espero ter ajudado.
- Ajudou sim, muito obrigado. Agora o que você precisa?
- Fora o lance da Sabrina, nada.
- A melhor opção seria chegar nela em alguma hora em que ela estivesse sozinha ou falar que é uma conversa em particular.
- Sim, o lance é que eu preciso de coragem.
- Quer saber, você transmite confiança. Algo que eu queria muito transmitir.
- Só reprimir suas emoções e mostrar nos momentos mais cruciais.
- Como assim?
- Você nunca sabe se eu estou feliz ou triste, certo?
- Certo.
- Mas as minhas emoções mudam. Tudo que eu faço é mostrar o que eu quero que os outros vejam: A minha cara de indiferença de sempre.
- Porra.
- É basicamente só isso.
- Valeu, cara.
- Você me ajuda muito, estou retribuindo.
- Muito obrigado. Mesmo, cara.
- Não há de quê.
Dia 19 de agosto de 2018, Marcos envia uma mensagem por volta das 21:00 para Giovane:
- Cara, estamos na mesma situação. Eu me apaixonei e ela não dá bola para mim. Fudeu, eu me apaixonei. Isso não é natural no universo.
- Vamos conversar.
- Fudeu.
- Você se fodeu.
- Sim, Fudeu. Eu me apaixonei e isso não é normal da porra da natureza! Eu sou Marcos Ribeiro, não posso me apaixonar!
- Agora sente o que eu sinto há quase dois anos. Não é fácil quando é com você, né?
- Literalmente não. Mano, ela é maravilhosa e não me dá bola. Nem com meus truques e experiência não consigo.
- Você sabe que se eu conseguir ficar com a Sabrina e você não pegar essa mina, o mundo deu uma puta volta.
- Sim.
- Algo de errado não está certo.
- Nem um pouco. Mas, mano ela é perfeita! Pensa na Sabrina e multiplica por 20.
- Impossível!
- Juro.
- Para mim não existe nenhuma garota na face da terra que se compare à beleza da Sabrina. Acho que o amor faz isso...
- Mano, Fudeu. Eu me apaixonei. Pera aí...
- Eu poderia ser muito cuzão e não ajudar, mas você tentou me ajudar, então farei o que puder.
- Pronto. Não sou mais apaixonado.
O amor não é brincadeira de criança, é coisa séria e não se livra do amor tão rapidamente. E Giovane sabia disso, então ou Marcos não estava apaixonado desde o início, ou ainda estava apaixonado ou talvez estivesse inventando tudo aquilo.
- Ata kkk.
- Sério, passou. Eu me controlei.
- O amor vai e vem como uma montanha-russa.
- Não. Não comigo.
E foi então que nosso herói se preparou para fazer um dos melhores discursos de todos os tempos.
- Você pode ter esquecido agora, mas vai pensar nela de novo. E aí fodeu. Mas, se tem uma coisa que eu aprendi é que você tem que insistir...
- Não. Foda-se.
- ... até não ter mais forças. Você não vai esquece-la, apenas aceite o destino. Se você não tentar, alguém vai e você vai ficar muito arrependido. Então você não vai desistir, porra! Logo você, o cara que me incentivou a correr atrás da Sabrina, não pode simplesmente desistir. Essa pode ser a mulher da sua vida, então você teria que ser muito burro para deixar de tentar. E é por isso que você vai correr atrás dela.
Esse foi um puta discurso. Foi tão bom que parece que foi redirecionado a si mesmo e deu forças para ele fazer o que faria amanhã.
Dia 20 de agosto de 2018. O que nosso herói fez? Nada! Até tentaria falar com Sabrina, mas o problema é que não a via. Ficou todo depressivo por passar mais um dia sem conseguir e foi para casa. Chegando lá, sente uma certa fome e decide fazer uma omelete. Uma coisa que deve ser dita anteriormente, é que independente de quanta pimenta do reino colocasse, não conseguia sentir a picância que deveria. Fazendo a omelete, coloca pimenta do reino e seus dedos ficam sujos. Logo vem seu pai, com uma má intenção.
- Lambe a pimenta aí para você ver que não arde quase nada.
Giovane confiava em seu pai então provou e por um segundo pensou " nossa, não arde mesmo ", mas estava muito enganado e arrependido, pois depois de dizer isso, pôde sentir sua língua queimando como carvão em brasas, então pensou " vou tomar um copo de leite e estará tudo resolvido ", acontece que no momento a caixa de leite que estava na geladeira, havia acabado e Giovane teve que esperar cerca de trinta segundos de pura dor e sofrimento até conseguir abrir outra caixa de leite.
Esse pequeno conto não interfere em nada nossa história, mas achei que deveria ser compartilhado.
Quinta-feira, 23 de agosto de 2018. Nosso herói já está na escola durante a terceira aula, esperando o sinal para o intervalo. Ao ouvi-lo, Giovane, como sempre, começa a andar em voltas, porém, mais uma vez se depara com Sabrina, mas dessa vez ela não está andando, e sim parada com algumas garotas, o que eliminava completamente a possibilidade de tentar fazer seu plano, então apenas segue seu caminho. Voltando para a sala, ele não sabia, mas sua vida que já era depressiva, estava prestes a ficar pelo menos três vezes pior, por um tempo. Ao entrar e sentar em sua cadeira, pôde ouvir Yasmin, sua prima, dizer claramente que era um cupido, logo em seguida Sabrina conversa com alguém que ele não conseguira identificar, mas ouve a seguinte frase durante a conversa " Eu virei e dei um beijo na mina ". Naquele momento, não sabia o que fazer. Seus olhos começaram a lacrimejar como se estivesse cortando um milhão de cebolas enquanto um anão tailandês chicoteava suas costas. Sentiu que todo o sentido de sua vida havia acabado, sentiu-se como se o chão que estava aos seus pés havia desabado. Para esconder sua tristeza de todos e de si mesmo, Giovane adotou um comportamento bem agressivo, mas enquanto conversava com Marcos ouviu-o dizer:
- Vamos fazer uma aposta amanhã. Tipo os gringos jogam pôquer e apostam salgadinho essas coisas, já a gente que é fudido aposta bala. A gente poderia, sei lá, jogar algum jogo de azar tipo pôquer, truco...
- Eu toparia um truco. – Disse nosso protagonista.
- Ok, então amanhã todo mundo traz bala para apostar e a gente joga um truco.
Chegando em casa, de noite, Giovane decide contar a seus amigos sobre o motivo de ter ficado tão furioso a partir do intervalo, exceto por uma parte que ele não conseguia parar de rir como se fosse um retardado " Bebidas Xabás ". E ao contar para Semeão, ele recebe um discurso motivacional quase tão bom quanto o que havia feito para Marcos.
- Giovane, sabe o que você precisa?
- O que?
- TVNC
- Wtf?
- Tomar vergonha na cara.
- Porra, semeon.
- Criar coragem e ir.
- Sim. Só preciso do meu bigode, ele me transmite segurança.
- Não deixe que coloquem o dedo na sua cara e digam quem você é!
- Minha autoestima começou a subir...
- Virou mó conversa motivacionap. Maldito correto. R.
- Maldito analfabetismo!
- Cara, você é o cara!
- É bizarro que eu nunca pensei que não conseguiria por falta de coragem, mas sim por rejeição.
- Você vai conseguir. Se tiver a lábia mais do que perfeita, você é imbatível!
- Sim, eu só preciso chegar nela.
- E puxar um bom papo.
- Com puxar um papo, você deve saber que eu vou chegar fazendo a proposta.
- Hum, é mesmo?
- Se a porra do Marcos tivesse seguido o plano...
- Então quando você chegar nela, já sabe...
- Agora tenho que ir.
- Vou recobrar o favor do Marcos, mas falous.
- O Kauã está mandando eu jogar com ele.
- Olha só, escravatura, mas falous.
Naquele mesmo dia, ele cobrou o favor e Marcos concordou em ajudar.
Dia 24 de agosto de 2018, na escola durante a primeira aula que deveria ser de artes, mais uma vez é uma aula vaga. Ao andar com Sem Mão e Raul, como sempre nosso herói se depara com Sabrina sentada com algumas amigas. Dando algumas voltas, durante uma delas, ao passar pelo grupo de garotas, nosso protagonista consegue ver claramente Sabrina olhar diretamente para ele por cerca de três segundos. E não era qualquer olhar, era um olhar tão certeiro que não havia a possibilidade de ela estar olhando para algum outro lugar. Esse fator somado às informações que Giovane havia conseguido ouvir ao longo do tempo, lhe dava uma chance de 99% de Sabrina estar afim dele.
Feliz para cacete, depois que a aula vaga acaba, volta para a sala e vai fazendo as lições até chegar a última aula de geografia. Todos haviam se lembrado do que Marcos havia combinado sobre o truco. Mas ninguém trouxe um baralho.
Depois de tudo isso, com sua confiança, nosso herói faz uma das coisas que mais se arrependeria em sua vida, ele decide aumentar a aposta que havia feito com Marcos para 20 reais. Se ele conseguisse, seria ótimo ganhar esse dinheiro, mas Giovane não pensou no caso de não ganhar a aposta, pois estava cego pela ganância do dinheiro fácil. Marcos aceita a proposta e dessa vez foi mais esperto por ter colocado um prazo de dois dias na aposta.
Durante alguns dias, nada de tão importante acontece que deva ser mencionado nesse livro. Isso até o dia 30 de agosto de 2018...
Giovane decide que pediria Sabrina em namoro durante o recreio, mas para isso precisaria da ajuda de Marcos, que concordou em ajudar depois de certas negociações.
É chegado o intervalo e a tensão estava subindo, até porque agora além de Sabrina, 20 reais estavam em jogo, e nosso herói não tinha nem perto disso...
Giovane anda durante o recreio procurando Marcos e acaba o encontrando.
- Então, cara... agora seria uma ótima hora para aquela ajuda...- Disse nosso protagonista.
- Ah, sim claro, claro... A gente só precisa encontrar a Sabrina...
E lá se vão Marcos, Giovane e Thiago (Não o Sem Mão) procurando a garota. Até que Marcos tem uma genial ideia (sem sarcasmo).
- Giovane, faz o seguinte: fica ali na árvore que eu vou ver se eu encontro ela e chamo-a aqui.
Nosso herói concordou com a cabeça e foi se dirigindo à árvore. Chegando lá, não parava de pensar o que iria dizer, até que de relance, consegue ver Marcos caminhando com Sabrina em sua direção. Eles haviam chegado.
- Então, o Giovane tem um negócio para te falar...
"É agora", pensava Giovane. Não havia mais escapatória.
- É então, é sobre o lance que eu ia falar ontem... Sabrina eu sou absurdamente afim de você, e você sabe disso, então... quer namorar comigo?
- Então... no momento eu não estou disponível..., mas se quiser a amizade, estamos aí.
Ele se sentia arrasado, detonado, zuado, fudido, quebrado.
Aquelas palavras ecoaram na cabeça de Giovane, que agradeceu a Sabrina por ter cedido seu tempo e foi embora andando. Por incrível que pareça, ele se sentia libertado. Triste, porém, libertado.
E nossa história termina aqui com um final não tão feliz(ou será que não?).
E com essa finalização, eu agradeço por ter tirado um tempo do seu dia para ler isso.
submitted by YareYareDaze007 to EscritoresBrasil [link] [comments]


OS SEGREDOS DAS GAROTAS QUE OS CARAS NÃO SABEM! - YouTube 16 Segredos e Truques De Garotas Que Os Caras Não Sabem PEDIDOS DE NAMORO QUE NÃO FORAM ACEITOS. #1 ! - YouTube 14 Segredos e Truques de Garotas Que Os Caras Não Sabem O SEGREDOS PARA SE (RE)APROXIMAR DE UM HOMEM E DESPERTAR O ... 13 SEGREDOS DE BELEZA ÚTEIS MAS EXTREMOS / DIY BATONS E ... REVELANDO SEUS SEGREDOS SOBRE NAMORO E RELACIONAMENTO ... 4 SEGREDOS do nosso namoro que fortaleceram nosso ... TIPOS DE CARAS QUE VOCÊS NÃO QUEREM COMO NAMORADO

SEGREDOS - Vídeo Dailymotion

  1. OS SEGREDOS DAS GAROTAS QUE OS CARAS NÃO SABEM! - YouTube
  2. 16 Segredos e Truques De Garotas Que Os Caras Não Sabem
  3. PEDIDOS DE NAMORO QUE NÃO FORAM ACEITOS. #1 ! - YouTube
  4. 14 Segredos e Truques de Garotas Que Os Caras Não Sabem
  5. O SEGREDOS PARA SE (RE)APROXIMAR DE UM HOMEM E DESPERTAR O ...
  6. 13 SEGREDOS DE BELEZA ÚTEIS MAS EXTREMOS / DIY BATONS E ...
  7. REVELANDO SEUS SEGREDOS SOBRE NAMORO E RELACIONAMENTO ...
  8. 4 SEGREDOS do nosso namoro que fortaleceram nosso ...
  9. TIPOS DE CARAS QUE VOCÊS NÃO QUEREM COMO NAMORADO

Acabei descobrindo por um comentário que o terceiro vídeo é de um youtuber, e não é um fora real deve ser um fora pra ver reação das pessoas. Inscreva-se no ... MANOOOO CHOCADO COM SEUS SEGREDOS, eu sempre penso que vcs são anjinhos mas mds ASDIOPJHAIS CONFIRMANDO SUPOSIÇÕES CONSTRANGEDORAS SOBRE MIM: https://youtu.b... CLICA AQUI PARA SE INSCREVER https://www.youtube.com/user/francinyehlke?sub_confirmation=1 e ative as notificações para não perder nada!! Assista também:... 9 DICAS PRA SABER SE O CARA GOSTA DE VOCÊ - Duration: 12:32. EU FICO LOKO 1,805,837 views. 12:32. PARTICIPANTES DO BBB 20 ANTES E DEPOIS DA FAMA! (ft. T3ddy) - Duration: 10:19. 4 SEGREDOS do nosso namoro que fortaleceram nosso casamento! ... NÃO PARE DE SONHAR, ... 59:47. OS 2 SEGREDOS QUE TE FAZEM CHEGAR EM QUALQUER MULHER Social Games 7 480 watching. Live now; Subscreve aqui: https://www.youtube.com/channel/UCgCQlMYN2XypwYC2wcR32bA?sub_confirmation=1 14 Ideias Criativas Para Presentear!: https://youtu.be/4Fu2kwT3vM... Baixe meu ebook 7 Mensagens Mágicas para Conquistar Aquele Homem Pelo WhatsApp » https://goo.gl/Tz1HKA ⚫ Participe do meu Workshop Online: http://mav.blog.br... Subscreve aqui: https://goo.gl/Z6vdNC SE OS VIDEOGAMES FOSSEM REAIS / 9 IDEIAS E TRUQUES PARA GAMERS: https://youtu.be/kNDiVmJ5Bxc?list=PLiZaXQFOdAtIMOgT2gIB... Subscreve aqui: https://www.youtube.com/channel/UCgCQlMYN2XypwYC2wcR32bA?sub_confirmation=1 Problemas Com Cabelo Curto vs Cabelos Longos / Truques Maneiros P...